Busca avançada
Ano de início
Entree

Defesas contra herbivoria no cerrado: síndromes de defesa e origina lidades

Processo: 07/57760-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Marco Antônio Portugal Luttembarck Batalha
Beneficiário:Danilo Muniz da Silva
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Animais herbívoros   Cerrado

Resumo

A herbivoria funciona com um filtro ambiental restringindo a distribuição das espécies de plantas. As plantas possuem não só uma defesa, mas um conjunto delas contra a herbivoria. Essas defesas podem estar conservadas filogeneticamente ou ser convergentes adaptativamente. Esperamos que, em nível de comunidade, elas sejam filogeneticamente conservadas. A herbivoria deve ser severa no cerrado devido ao elevado custo de reposição foliar para as plantas crescendo em seus solos pobres, portanto esperamos encontrar grandes quantidades de traços de defesa na comunidade vegetal do cerrado. Em um fragmento de cerrado em São Carlos, mediremos traços de defesas de indivíduos arbustivos ou arbóreos, definiremos síndromes de defesas por meio de análises multivariadas e testaremos se há correlações entre as síndromes de defesa e as distâncias filogenéticas das espécies. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.