Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de métodos genético-estatísticos para estudo da interação entre QTLs e ambientes e a correlação entre caracteres em cana-de-açúcar

Processo: 07/02775-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 30 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Quantitativa
Pesquisador responsável:Antonio Augusto Franco Garcia
Beneficiário:Gabriel Rodrigues Alves Margarido
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Cana-de-açúcar

Resumo

Atualmente, a cana-de-açúcar representa para o Brasil uma importante fonte de renda, emprego e energia, com participação significativa na economia nacional. Com o recente advento dos marcadores moleculares, tornou-se possível compreender melhor a herança dos caracteres poligênicos, devido à sua aplicação nos estudos sobre QTLs, ou locos que controlam caracteres quantitativos. Para o mapeamento de QTLs são necessários métodos genético-estatísticos sofisticados e aplicáveis a uma grande gama de situações, como o Mapeamento por Intervalo (IM) e o Mapeamento de Múltiplos Intervalos (MIM). Merece destaque o MIM, pois permite a estimação de epistasia e do valor genético dos indivíduos, além de fornecer testes com maior poder estatístico. No entanto, este modelo foi desenvolvido para aplicação em populações experimentais provenientes do cruzamento de linhagens endogâmicas, como retrocruzamento e F2. Para muitas espécies, como é o caso da cana-de-açúcar, é difícil ou impossível obter linhagens homozigóticas, sendo utilizadas populações F1, nas quais um único loco pode apresentar até 4 alelos, há diferentes tipos de segregação possíveis e as fases de ligação entre marcadores são desconhecidas. Além disso, vários cortes são realizados na cultura da cana, de modo que os indivíduos ficam sujeitos a diferentes condições ambientais ao longo dos anos e é importante identificar QTLs estáveis ao longo desses cortes. O presente projeto tem por objetivo, primeiramente, expandir a metodologia IM em F1 para o contexto do MIM, incorporando informações de múltiplos caracteres e ambientes. Em seguida, dados de cana-de-açúcar serão analisados com esta nova metodologia, para que sejam estimados os valores genéticos dos indivíduos e a interação entre QTLs e ambientes seja estudada. Deste modo, a informação dos marcadores moleculares poderá ser canalizada para programas de seleção assistida, auxiliando os programas de melhoramento. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARGARIDO, G. R. A.; PASTINA, M. M.; SOUZA, A. P.; GARCIA, A. A. F. Multi-trait multi-environment quantitative trait loci mapping for a sugarcane commercial cross provides insights on the inheritance of important traits. MOLECULAR BREEDING, v. 35, n. 8 AUG 2015. Citações Web of Science: 3.
GAZAFFI, RODRIGO; MARGARIDO, GABRIEL R. A.; PASTINA, MARIA MARTA; MOLLINARI, MARCELO; GARCIA, ANTONIO AUGUSTO F. A model for quantitative trait loci mapping, linkage phase, and segregation pattern estimation for a full-sib progeny. Tree Genetics & Genomes, v. 10, n. 4, p. 791-801, AUG 2014. Citações Web of Science: 12.
MOLLINARI, M.; MARGARIDO, G. R. A.; VENCOVSKY, R.; GARCIA, A. A. F. Evaluation of algorithms used to order markers on genetic maps. HEREDITY, v. 103, n. 6, p. 494-502, DEC 2009. Citações Web of Science: 21.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MARGARIDO, Gabriel Rodrigues Alves. Mapeamento de QTLs em múltiplos caracteres e ambientes em cruzamento comercial de cana-de-açucar usando modelos mistos. 2011. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.