Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de Cryptosporidium spp., bactérias do grupo coliformes e vírus em esgoto submetido a tratamento por lodos ativados e seu impacto na saúde pública

Processo: 07/58903-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Susana Segura Muñoz
Beneficiário:Karina Aparecida de Abreu Tonani
Instituição-sede: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/55788-8 - Remoção de parasitas, bactérias e metais pesados em esgoto submetido a tratamento por lodos ativados, AP.JP
Assunto(s):Águas residuárias   Tratamento de esgotos sanitários   Saúde pública

Resumo

No Brasil, as parasitoses e viroses intestinais, devido a sua elevada prevalência e diversidade de manifestações clínicas, representam um problema de grande importância em saúde pública, uma vez que aproximadamente um terço da população brasileira vive em condições ambientais propícias à disseminação de tais doenças. Cryptosporidium spp. e Giardia spp. são protozoários transmitidos por meio de águas contaminadas e podem causar gastroenterite moderada a severa no homem e animais. Dentre os vírus entéricos, os adenovírus e vírus do gênero Enterovírus (Poliovírus, Echovírus, Coxsackievírus) representam grupos importantes que podem ser veiculados e transmitidos em águas residuais e Iodos de esgoto. Em situações especiais (endêmicas ou epidêmicas); como surtos de diarréia, hepatite A e outras viroses de transmissão fecal-oral, deve-se pesquisar rotavírus, vírus da hepatite A e outros, definidos pelos órgãos ambientais. O presente estudo tem como objetivo avaliar a prevalência de parasitas e vírus patogênicos no esgoto submetido a tratamento por Iodos ativados, no marco da saúde pública. As amostras serão coletadas em um período de dois anos, comparando o número de parasitas nas estações seca e chuvosa, compreendido entre os anos de 2008 a 2009 usando técnica de coleta pontuail e longitudinal (Técnica de Moore). Para a pesquisa de Cryptosporidium spp. e Giardia spp., será utilizada a técnica de imunofluorescência direta e a presença será confirmada por microscopia de contraste de fase. Para a pesquisa dos outros enteroparasitas será realizada a técnica de sedimentação e a quantificação será realizada em câmara de Sedgwick-Raffer. Para a pesquisa de vírus será utilizado o teste imunoenzimático - Elisa (Enzyme Linked Immuno Sorbent Assay). Levando-se em consideração que em nosso país grande parte das águas de esgoto sanitário não recebem tratamento adequado antes de serem lançados nos corpos d'água e oceanos, a pesquisa de patógenos em águas de esgoto é de grande importância epidemiológica, no marco da saúde pública. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TONANI, K. A. A.; PADULA, J. A.; JULIAO, F. C.; FREGONESI, B. M.; ALVES, R. I. S.; SAMPAIO, C. F.; BEDA, C. F.; HACHICH, E. M.; SEGURA-MUNOZ, S. I. Persistence of Giardia, Cryptosporidium, Rotavirus, and Adenovirus in Treated Sewage in Sao Paulo State, Brazil. Journal of Parasitology, v. 99, n. 6, p. 1144-1147, DEC 2013. Citações Web of Science: 14.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TONANI, Karina Aparecida de Abreu. Bioagentes patogênicos em águas residuárias: destaque para giardia spp., cryptosporidium spp. bactérias indicadoras e vírus entéricos. 2011. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.