Busca avançada
Ano de início
Entree

Viço e Leopoardi: o alerta moderno contra a barbárie

Processo: 07/58945-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2008
Vigência (Término): 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - Ética
Pesquisador responsável:Olgária Chain Féres Matos
Beneficiário:Fábio Rocha Teixeira
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):História da filosofia   Modernidade   Retórica

Resumo

Este projeto de pesquisa objetiva investigar um tema presente, quer na obra de Giambattista Vico (1668-1744) quer na obra de Giacomo Leopardi (1798-1837), a saber, a barbárie. Não obstante as diferenças existentes entre ambos os autores quanto a orientação filosófica, podem ser identificados traços comuns na reflexão deles sobre as manifestações da barbárie na experiência humana. É certo que, em Viço, a abordagem sobre tal tema está vinculada a sua intenção de uma nuova scienza, capaz de compreender os primórdios do mundo civil das nações. Leopardi, mesmo distante de toda pretensão epistêmica, estava atento aos rumos tomados pela experiência humana após a saída do homem do seu estado de natureza: uma preocupação com as degenerescências decorrentes do progresso da vida social e dos excessos de civilização. Tais autores denunciam a crise da vida moderna e os riscos de um retorno a barbárie, quer na "barbárie da reflexão" (Viço) quer na "barbárie da sociedade" (Leopardi). Ademais, Viço e Leopardi estavam atentos aos rumos tomados pela racionalidade, que provocou na experiência cotidiana moderna inúmeras perdas, pondo em risco a convivência e a conservação da vida social. Para o desenvolvimento desta investigação, adota-se, de início, a seguinte hipótese interpretativa: o alerta contra a barbárie em Viço e em Leopardi se expressa com base em um diagnóstico do presente e como crítica a modernidade (hipótese central da pesquisa). Tal hipótese requer o apoio de hipóteses particulares: I) há uma herança do patrimônio retórico no tratamento viquiano da vida civil e no seu projeto de nuova scienza; II) Leopardi é herdeiro de certa reflexão viquiana sobre a questão da barbárie. Esta pesquisa pressupõe os novos estudos desenvolvidos, tanto na Itália como no Exterior, em relação à importância da Retórica no âmbito dos estudos da vida civil em Viço, em oposição a interpretação tradicional de Benedetto Croce (1886-1952), que distanciava a obra viquiana de toda orientação da Retórica a fim de pensá-la como precursora do Romantismo. Do mesmo modo, distancia a leitura da obra leopardiana dos cânones croceanos que afastavam Leopardi de preocupações com os problemas da vida civil moderna. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TEIXEIRA, Fábio Rocha. Fim do ethos antigo e ocaso das ilusões: Giacomo Leopardi e a modernidade. 2013. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.