Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização estrutural e funcional do gene LRR17 de Leishmania braziliensis

Processo: 07/56226-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2008
Vigência (Término): 30 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Silvia Reni Bortolin Uliana
Beneficiário:Alessandro Aparecido Rodrigues da Silva
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Apoptose   Leishmania braziliensis   Macrófagos   Virulência   Interações hospedeiro-patógeno

Resumo

Leishmaniose é uma doença difundida mundialmente, presente em 88 países, com uma estimativa de mais de 2 milhões de novos casos a cada ano. A maioria dos casos de leishmaniose cutânea no Brasil tem como agente etiológico Leishmania braziliensis. O estudo comparativo de uma região dos genomas de L. major e L. amazonensis (Ramos e cols., 2004) identificou um gene denominado LaLRR17, que codifica uma proteína putativa que tem similaridade com a proteína NOD 3 humana. As proteínas NOD são uma família de proteínas recentemente identificadas relacionadas com imunidade inata e ativação de capazes, estando associadas à regulação da apoptose em células de mamíferos. A inibição da apoptose em macrófagos parasitados por Leishmania é considerado um importante mecanismo de evasão às defesas do hospedeiro e os mecanismos que levam a essa resistência são ainda pouco compreendidos. Seqüências com similaridades superiores a 90% ao gene LàLRR17 foram identificadas nos genomas de L. major, L. infantum e L. braziliensis. O estudo mais detalhado dessa região do cromossomo 17 de L. braziliensis mostrou, surpreendentemente, uma quebra de sintenia e permitiu também a identificação de um segundo gene contendo a sequência que codifica os primeiros 225 aminoácidos da proteína LbLRR17. Verificar a expressão dos dois genes de L. braziliensis identificando os transcritos e suas respectivas proteínas e determinar a localização subcelular da proteína LbLRR17 em promastigotas, amastigotas e macrófagos infectados podem ajudar a entender o papel dessa proteína nas infecções causadas por L. braziliensis. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Alessandro Aparecido Rodrigues da. Análise funcional da proteína LRR17, rica em repetições de leucina e secretada por Leishmania (Viannia) braziliensis e L. (Leishmania) amazonensis.. 2011. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.