Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização dos fatores de transcrição xf0746, xf0993, xf1511, xf1522, xv1543 e xf1561 de Xylella Fastidiosa

Processo: 07/57023-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Anete Pereira de Souza
Beneficiário:Alexandre Cesar Pelloso
Instituição-sede: Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética (CBMEG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Análise estrutural   Purificação de proteínas   Xylella fastidiosa   Fatores de transcrição

Resumo

A bactéria Xylella fastidiosa é o agente causador de diversas doenças em plantas. No Brasil é responsável pela grave doença Clorose Variegada dos Citros (CVC), a qual prejudica seriamente a cultura de laranja e que tem grande importância econômica em nosso país. A hipótese mais aceitada para doenças causadas por X. fastidiosa é que a bactéria causa uma oclusão vascular devido da formação do biofilme, conduzindo a planta a um estresse hídrico. Deste modo selecionou-se para este projeto seis proteínas de X. fastidiosa para estudos de estrutura e função. Essas proteínas apresentam alta similaridade com os membros da família de reguladores transcricionais de proteínas do tipo LysR. Os reguladores transcricionais de proteínas do tipo LysR constituem uma das famílias de reguladores mais comuns em procariotos e apresentam funções d versas. Dentre as proteínas de X. fastidiosa em estudo, a única proteína que possui uma predição de classificação mais específica dentro da família LysR é a codificada pelo gene XF0746. O produto desta ORF (open reading frame) foi anotado como sendo uma proteína CysB devido a sua alta identidade com proteínas de função conhecida. Deste modo, pesquisas sobro as características de LysR em X. fastidiosa e sua análise estrutural é considerada de grande importância, devido a alta variedade da família LysR e funções realizadas por esta, e os poucos estudos realizados sobre estas proteínas em X. fastidiosa envolvendo os seus mecanismos de patogenicidade. (AU)