Busca avançada
Ano de início
Entree

Flutamida no periodo perinatal: repercussao tardia em aspectos reprodutivos de ratos machos.

Processo: 07/57521-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 30 de setembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia
Pesquisador responsável:Oduvaldo Câmara Marques Pereira
Beneficiário:Carina Leonelli
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Diferenciação sexual (núcleo celular)   Flutamida

Resumo

O processo de diferenciação sexual hipotalâmica é dependente de picos de testosterona que, em ratos, ocorrem entre o 18º e 19º dias da gestação e entre 0 hora in útero e 2 horas após o nascimento. O desenvolvimento sexual do cérebro, no entanto, persiste pela primeira semana de vida pós-natal. Neste sentido, muitos trabalhos têm reafirmado a importância do hormônio testicular no período perinatal, para a estabilização fisiológica, comportamental e das diferenças neuroanatômicas entre os sexos. Alguns químicos ambientais e/ou drogas podem funcionar como desreguladores endócrinos, causando alterações nos níveis de hormônios gonadais e comprometendo o processo de diferenciação sexual hipotalâmica. Coerentemente, a exposição perinatal a estas substâncias está associada ao aumento da incidência de desordens reprodutivas masculinas. Alterações nos processos de defeminízação e masculinízação, durante a diferenciação sexual hipotalâmica, podem levar a prejuízos tardios em diversos aspectos da vida reprodutiva de machos, interferindo, em última instância, na fertilidade dos indivíduos. Sabe-se que a aromatização da testosterona a estradiol é essencial para a diferenciação sexual do cérebro, intrinsecamente organizado no tipo feminino, para o tipo masculino. Trabalhos em nosso laboratório, no entanto, apontam para existência de caminhos metabólicos adicionais para os androgênios neste processo, sugerindo a atuação do hormônio masculino per se. Dessa forma, este estudo pretende investigar o papel da testosterona, durante a fase de diferenciação sexual hipotalâmica, em ratos machos. Para este propósito pretendemos utilizar manipulação hormonal farmacológica, por meio da flutamida, droga caracterizada por competir com a testosterona pelos receptores de andrógeno, atuando como um anti-androgênico. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LEONELLI, CARINA; GARCIA, PATRICIA C.; PEREIRA, ODUVALDO C. M. Copulatory efficiency and fertility in male rats exposed perinatally to flutamide. REPRODUCTIVE TOXICOLOGY, v. 31, n. 1, p. 10-16, JAN 2011. Citações Web of Science: 8.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LEONELLI, Carina. Aspectos reprodutivos de ratos machos submetidos ao bloqueio androgênico perinatal por flutamida. 2009. 92 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Botucatu). Botucatu.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.