Busca avançada
Ano de início
Entree

Análises de sequências ontogênicas de condrocrânios imaturos de espécies do gênero Pipa: implicações filogenéticas e ecológicas

Processo: 06/60187-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Pesquisador responsável:Célio Fernando Baptista Haddad
Beneficiário:Olivia Gabriela dos Santos Araújo
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:02/13602-4 - Evolução da fauna de répteis no sudeste brasileiro do Cretáceo superior ao recente: paleontologia, filogenia e biogeografia, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Anura   Pipidae   Filogenia

Resumo

A Família Pipidae é considerada uma das mais ancestrais dos anuros e o gênero Pipa, com sete espécies descritas até o momento, é o único representante neotropical da Família. O estudo do desenvolvimento ontogenético do condrocrânio auxilia nas interpretações filogenéticas, além de ampliar nossos conhecimentos sobre as espécies. Assim, será descrita a seqüência de ossificação condrocraniana dos girinos de Pipa parva, única espécie do gênero com desenvolvimento indireto, que ainda não foi feita essa descrição, e, provavelmente, à mais basal do grupo. Os girinos em diferentes estágios de desenvolvimento serão diafanizados e será identificando: I) a morfologia condrocraniana, II) o estágio de aparecimento dos principais ossos, III) a localização e o formato dos centros de ossificação e IV) a direção em que se dá a ossificação. Com base nas descrições das ontogenias já realizadas para Pipa myersi, P. pipa e P. carvalhoi, e nos dados originados do presente estudo com Pipa parva, será realizada a comparação da morfologia e ontogenia dos condrocrânios das espécies. Partindo desta comparação geraremos um dendrograma não enraizado de máxima parcimônia, que posteriormente será enraizado a partir dos dados ontogenéticos obtidos. A hipótese filogenética encontrada será confrontada com as propostas filogeneticas já sugeridas na literatura, provendo argumentos para refutá-las ou reforçá-las. Ainda será avaliado se as características do desenvolvimento e morfologia dos ossos dos girinos têm base genética (ou filogenética) e/ou ecológica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
OLÍVIA GABRIELA DOS SANTOS ARAÚJO; LUÍS FELIPE TOLEDO; PAULO CHRISTIANO ANCHIETTA GARCIA; CÉLIO FERNANDO BAPTISTA HADDAD. The amphibians of São Paulo State, Brazil amphibians of São Paulo. Biota Neotropica, v. 9, n. 4, p. 197-209, Dez. 2009.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ARAÚJO, Olivia Gabriela dos Santos. Análises de sequências ontogenéticas do crânio imaturo de Pipa arrabali: implicações filogenéticas e ecológicas. 2010. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Instituto de Biociências. Rio Claro Rio Claro.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.