Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos de apoio para acessibilidade na interação de adultos de meia-idade com a web

Processo: 08/51128-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2008
Vigência (Término): 13 de janeiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Metodologia e Técnicas da Computação
Pesquisador responsável:Renata Pontin de Mattos Fortes
Beneficiário:Silvana Maria Affonso de Lara
Instituição-sede: Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Idosos   Inclusão digital   Web sites   Interação usuário-computador   Memória (psicologia)

Resumo

Devido ao acelerado aumento na utilização da Web de modo geral, e devido à sua própria evolução, a maioria dos sites, com o intuito de oferecer páginas cada vez mais sofisticadas, utilizam-se de recursos técnicos que se transformam em verdadeiras barreiras de acesso para determinados grupos de pessoas, tais como os idosos e os portadores de necessidades especiais. A busca pela produtividade e rapidez no desenvolvimento de sites faz com que os desenvolvedores muitas vezes ignorem o aspecto humano e se preocupem apenas em criar ambientes tecnologicamente eficientes, deixando de lado as necessidades específicas de certos grupos de usuários. A acessibilidade é um aspecto fundamental para garantir a inclusão digital dos cidadãos, por isso a preocupação com os idosos vem se ampliando em todos os setores, visto que eles já constituem atualmente grande parte da população economicamente ativa. A acessibilidade é um conceito que tem por objetivo garantir que todas as pessoas, sejam elas idosas, portadoras de necessidades especiais ou não, tenham acesso às tecnologias da informação e ao uso de tais tecnologias. Todos os cidadãos devem ter a oportunidade de usufruir dos recursos tecnológicos e, desse modo, se beneficiar das vantagens que os mesmos oferecem. No contexto da interação dos idosos com a Web, são observadas grandes dificuldades devido aos impactos do envelhecimento e vários estudos têm sido realizados com o intuito de minimizar esses problemas. Foram realizados, por exemplo, estudos relativos a adaptações das diretrizes de acessibilidade do W3C para os idosos. Outros estudos tratam de recomendações especiais de design de interfaces Web para idosos. Tais resultados foram frutos de estudos e experimentos cujo objetivo principal é o de facilitar o acesso dos idosos ao conteúdo Web e tornar essa experiência a mais agradável e proveitosa possível. O grande desafio está no fato de que não existe um fator único que interfere nessa interação, mas sim um conjunto de fatores (físicos e emocionais) que prejudicam diretamente a interação dos idosos com a Web. Apesar das diversas tentativas de desenvolvimento de diretrizes e técnicas que facilitem a interação do idoso com a Web, existe ainda outro problema, que é a preservação da memória Web, ou melhor, a dificuldade que os idosos apresentam em aprender e apreender (fixar) ou repetir determinados tipos de interações na Web. Um site pode estar em conformidade com as diretrizes de acessibilidade do ponto de vista técnico na medida em que segue guidelines do WCAG, recomendações de design para idosos, padrões de desenvolvimento, personalização na apresentação (alterações de fontes, tamanhos, cores, etc.), bem como os princípios já consagrados de usabilidade, mas nada garante que um idoso será capaz de utilizá-lo com familiaridade. Deve existir algo concreto que faça a ligação entre o seu mundo pessoal e o mundo virtual, de modo que o idoso não precise se preocupar em memorizar como ele deve proceder em determinado site, e muito menos se lembrar o que ele fez das últimas que acessou o site. Neste projeto, propõe-se a investigação de soluções para que o conteúdo acessado e produzido pelos idosos sirva de guia para o seu aprendizado e memorização, e também para suas próximas interações na Web, visto que as alterações cognitivas e de memória, que são frequentes no decorrer do envelhecimento, prejudicam muito a interação do idoso com a Web. Para a validação da proposta será seguida a metodologia de pesquisa-ação, visto que o problema tem como componente central o fator humano e que envolve aspectos de aprendizado e mudança. Assim, após cada ciclo de implantação de novas soluções serão realizados experimentos com grupos de pessoas idosas para verificar se as estratégias e os mecanismos desenvolvidos realmente os auxiliam na interação com a Web. Como resultado deste trabalho espera-se obter uma visão geral sobre o que tem sido feito para facilitar a interação dos idosos com a Web, tanto no que diz respeito às técnicas para garantia de acessibilidade quanto no sentido cognitivo da interação e pretende-se obter estratégias e mecanismos de apoio funcional para auxílio à memória dos idosos nas interações com a Web, promovendo maior facilidade de uso e de aprendizado. Assim sendo, a contribuição científica desta pesquisa está presente como uma necessidade atual, mas visa avançar na direção de padrões de desenvolvimento de aplicações Web para o público idoso. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LARA, Silvana Maria Affonso de. Mecanismos de apoio para usabilidade e acessibilidade na interação de adultos mais velhos na Web. 2012. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação São Carlos.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.