Busca avançada
Ano de início
Entree

Micrornas e cancer de tiroide: papel de mir-17-92 no carcinoma anaplasico de tiroide.

Processo: 08/51739-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2008
Vigência (Término): 31 de julho de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Edna Teruko Kimura
Beneficiário:Cesar Seigi Fuziwara
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Proliferação celular   Glândula tireoide   MicroRNAs   Neoplasias da glândula tireoide

Resumo

O carcinoma anaplásico de tiróide é a neoplasia tireoidiana mais agressiva, com média de sobrevida de 6 meses após o diagnóstico, devido à ausência de terapêutica eficaz e ao pouco conhecimento da oncogênese deste tipo de câncer. Recentemente, os microRNAs (miRNAs), uma classe recém caracterizada de pequenos RNAs que atuam como potentes repressores da síntese protéica, têm sido associado ao câncer. Os miRNAs inibem a tradução por pareamento com a região 3' não traduzida do mRNA alvo, regulando processos biológicos importantes como diferenciação celular, proliferação e apoptose. A expressão do cluster miR-17-92, composto por 7 miRNAs diferentes (miR-17-5p, miR-17-3p, miR-18a, miR-19a, miR-20a, miR-19b e miR-92-1) encontra-se aumentada no câncer de pulmão e linfoma, especialmente nas formas mais agressivas, indicando um possível papel oncogênico. Por outro lado, estudos recentes indicam um papel de supressor tumoral para este cluster. Neste projeto visamos avaliar o papel de miR-17-92 no câncer de tiróide. Para isso, a expressão de miR-17-92 será induzida na linhagem ARO, derivada de carcinoma anaplásico de tiróide, e avaliaremos seu efeito na proliferação e invasão através de experimentos in vitro e em modelo de xenotransplante em camundongos nude. Nossos resultados preliminares nos ensaios in vitro mostram que miR-17-92 aumenta a proliferação de células ARO. Este projeto contribuirá para melhorar o entendimento do papel de miR-17-92 no câncer, assim como para o desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas para o tratamento do câncer de tiróide, principalmente para os tipos mais agressivos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FUZIWARA, Cesar Seigi. Influência do MicroRNA let-7 e miR-17-92 como oncomiRs no câncer.. 2010. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.