Busca avançada
Ano de início
Entree

A poesia lírica Èm Platão - leituras dè fragmentos dè Simônides, Estesícoro, Píndaro, Teognis e Íbico nós diálogos

Processo: 08/52064-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2008
Vigência (Término): 31 de julho de 2010
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Línguas Clássicas
Pesquisador responsável:Paula da Cunha Corrêa
Beneficiário:Sílvia Maria Marinho Galvão Anderson
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Platão

Resumo

A pesquisa visa o estudo que Platão faz da chamada poesia lírica. Pretende-se estudar a concepção platônica de gênero e a função que a poesia élica ocupa dentro da arte das musas (mousiké). Para isso, a pesquisa irá se deter não somente no que é considerado como a teoria musical platônica, mas também a prática: o uso que Platão faz da poesia lírica através de citações de versos em seus diálogos. A partir disso, pretende-se ler e traduzir os poemas líricos que ilustram a teoria platônica da poesia e, ainda, iluminar a obra de cada poeta lírica estudado, comparando os versos que Platão nos apresenta, ao todo que temos da obra de cada um. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ANDERSON, Sílvia Maria Marinho Galvão. A Ode a Escopas no Protágoras de Platão. Discursos sobre a Arete. 2012. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.