Busca avançada
Ano de início
Entree

Dè camponesas a operárias: experiências dò transitar feminino

Processo: 08/52183-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Sociologia Rural
Pesquisador responsável:Maria Aparecida de Moraes Silva
Beneficiário:Juliana Dourado Bueno
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Trabalho rural

Resumo

O presente projeto visa analisar a relação laboral e o espaço reprodutivo de mulheres ex-trabalhadoras rurais, atualmente empregadas num abatedouro de frangos na cidade de São Carlos/SP e residentes num bairro periférico de Ibaté/SP. O intuito é entender a vida e o trabalho dessas mulheres nesta cidade cercada por imensos canaviais no contexto de intensa mecanização do corte de cana, processo que descarta do eito trabalhadores acima dos 30 anos e principalmente as mulheres, devido à maior exigência do emprego de força física. Em razão da baixa qualificação dessa mão-de-obra alijada, restam a estas mulheres buscar alternativas em trabalhos domésticos e no abatedouro de frangos na cidade de São Carlos, a 10 km daquela. As duas principais categorias de análise a serem empregadas são o trabalho e gênero. As esferas produtiva e reprodutiva serão entendidas como faces da mesma moeda. Assim sendo, farão parte da análise também as avós cuidadoras dos filhos das operárias. A metodologia empregada será a história oral, lançando mão de instrumentos como o estudo de trajetórias para abarcar as peculiaridades das narrativas dessas mulheres; e visita - se autorizada - ao interior do abatedouro. (AU)