Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da transfecção de células dendríticas com RNA tumoral como estratégia para indução de imunidade específica em pacientes com leucemia linfóide crônica

Processo: 08/51804-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 31 de julho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Jose Alexandre Marzagão Barbuto
Beneficiário:Patricia Argenta Toniolo
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/09956-0 - Modulação funcional de células dentríticas em diferentes situações fisiopatológicas, AP.TEM
Assunto(s):Células dendríticas   Transfecção   Leucemia linfoide   Etiologia   Resposta imune

Resumo

A leucemia linfóide crônica (LLC) é caracterizada pelo acúmulo anormal de células B não funcionais no sangue periférico e na medula óssea. A etiologia precisa e o mecanismo da doença são desconhecidos e até o momento ela permanece incurável por terapias convencionais. A abordagem imunoterapêutica baseada no uso de células dendríticas (DC) transfectadas com RNA tumoral, tem sido investigada com resultados promissores, porém ainda não satisfatórios. Assim, o presente projeto pretende avaliar a transfecção de DCs com RNA de origem tumoral como estratégia para indução de resposta imune anti-tumoral em pacientes com LLC, comparando a eficácia de DCs derivadas de células dos pacientes com a de DCs derivadas de doadores sadios. Para tanto, o RNA tumoral total e o mRNA dos antígenos OFA-iLRP e survivin, freqüentemente expressos nesta neoplasia mas não em células normais, serão extraídos de células leucêmicas dos pacientes e amplificados. Em seguida esse RNA será transfectado em DCs derivadas de monócitos, de pacientes ou de doadores saudáveis. As células dendríticas transfectadas tanto com o mRNA específico quanto com o RNA total serão avaliadas Quanto à sua capacidade de induzir resposta imune contra as células leucêmicas, através da caracterização das populações proliferando frente às DCs transfectadas, pelo padrão de citocinas secretadas e pela (possível) atividade citotóxica das células respondedoras. Assim, estabelecendo a eficácia relativa de DCs derivadas dos próprios doentes ou derivadas de doadores saudáveis e qual das diferentes formas de RNA tumoral são capazes de induzir uma resposta linfocitária mais eficaz, pode-se prever o uso dos resultados aqui pretendidos para um eventual desenvolvimento de vacinas terapêuticas para portadores de LLC. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TONIOLO, Patricia Argenta. Avaliação da transfecção de células dendríticas com RNA tumoral como estratégia para indução de imunidade específica em pacientes com leucemia linfóide crônica.. 2010. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.