Busca avançada
Ano de início
Entree

Distribuição de GnRH no encafalo e hipófise em teleósteos sul-americanos de água doce

Processo: 08/51659-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2008
Vigência (Término): 31 de julho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Maria Ines Borella
Beneficiário:Chayrra Chehade Gomes
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Filogenia   Hormônio liberador de gonadotropina   Reprodução   Encéfalo   Imuno-histoquímica

Resumo

O hormônio liberador de gonadotropina (GnRH) é um decapeptídeo que se apresenta em formas moleculares variadas distribuídas em diferentes partes do encéfalo. Tem como principal função participar do primeiro nível da cascata que coordena o processo fisiológico e comportamental da reprodução em todas as classes de vertebrados, atuando no eixo encéfalo-hipófise-gônada. Sua ação é a de estimular as células gonadotrópicas da hipófise a produzir e liberar as gonadotropinas, as quais agem estimulando a produção de hormônios esteróides pelas gônadas. Além desta função, o GnRH participa do controle da secreção de outros hormônios pela hipófise, e pode agir como neuromodulador e/ou neurotransmissor quando presente em determinadas regiões encefálicas. Em adição, o GnRH é um importante marcador em estudos filogenéticos, mostrando um claro padrão evolutivo. Para detectar a presença e a distribuição de diferentes formas de GnRH no encéfalo de teleósteos sul-americanos de importância comercial, ecológica e acadêmica como o lambari, curimbatá e pirarucu, serão usados os métodos de western-blotting, imuno-histoquímica e imunofluorescência. Este trabalho terá importância não apenas evolutiva, auxiliando a desvendar a filogenia da molécula, mas também quanto ao aspecto reprodutivo. Neste caso, após detectar a presença dos diferentes sistemas de GnRH nas espécies mencionadas acima que estejam vivendo em cativeiro e/ou tenham dificuldades em reproduzir naturalmente, pode-se induzir a liberação de gametas através de um análogo do GnRH específico para essa função, contribuindo, desta forma, para melhorar as técnicas de piscicultura, podendo inclusive a ajudar a diminuir a taxa de extinção de espécies ameaçadas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GOMES, C. C.; COSTA, F. G.; BORELLA, M. I. Distribution of GnRH in the brain of the freshwater teleost Astyanax altiparanae (Garutti & Britski, 2000). Micron, v. 52-53, p. 33-38, SEP-OCT 2013. Citações Web of Science: 11.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
GOMES, Chayrra Chehade. Localização das diferentes formas de GnRH no encefálo de Astyanax altiparanae (Garutti e Britski, 2000) e Danio rerio (Hamilton, 1822).. 2010. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.