Busca avançada
Ano de início
Entree

Da profundidade ao contra-senso: o contra-senso como estratégia de dissolução de dissolução de problemas filosóficos

Processo: 08/51342-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2008
Vigência (Término): 31 de julho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Pesquisador responsável:João Vergílio Gallerani Cuter
Beneficiário:Giovane Rodrigues Silva
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Filosofia da linguagem   Lógica (filosofia)

Resumo

O método filosófico desenvolvido por Wittgenstein, a partir dos anos 30 do século XX, exige que sejam cumpridas uma série de etapas na busca do que ele próprio chamou de "clareza completa". Há que se ajustar as pretensões sobre o alcance e o objeto da filosofia, numa transformação que redefine radicalmente o próprio conceito de filosofia. Esta nova filosofia se caracteriza fundamentalmente por sua função explícita de eliminar problemas filosóficos através da apresentação clara, abrangente, panorâmica, perspícua do modo como funciona a gramática no interior da qual esses problemas filosóficos se inserem. No limite, estes problemas para os quais o filosofia procura oferecer respostas são caracterizados como confusões resultantes da falta de clareza que a filosofia wittgensteiniana pretende remediar. Neste sentido, Wittgenstein não oferecerá respostas alternativas para os problemas seculares da filosofia. Pelo contrário, um dos grandes esforços da sua filosofia é abandonar o campo minado e confuso da filosofia tradicional, apontando para o fato de que o resultado dessas confusões - as respostas e teses que a filosofia costuma oferecer - só poderão ser proposições sem sentido. Este projeto pretende mostrar que isto que parece ser o final, o resultado do método wittgensteiniano - a atribuição de falta de sentido a proposições aparentemente bem construídas da filosofia - é, mais propriamente, uma etapa dele. A atribuição de contra-senso é um processo que se assenta nos mais variados dispositivos lógicos, que têm as mais variadas funções no interior da investigação filosófica. Será tarefa da pesquisa identificar e ponderar sobre os dispositivos dos quais Wittgenstein efetivamente se valeu na sua obra madura. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Giovane Rodrigues. Experiência, lógica e gramática. Um estudo sobre as condições empíricas da normatividade tais como apresentadas na segunda filosofia de Wittgenstein. 2012. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.