Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos efeitos de diferentes manobras de fisioterapia respiratória no desfecho de pacientes ventilados mecanicamente

Processo: 08/52596-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Ana Lucia do Anjos Ferreira
Beneficiário:Elisiane Tonon
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Fisioterapia   Terapia intensiva   Respiração artificial

Resumo

Apesar de já consagrada na prática, não há evidências que suportem a afirmação de que a fisioterapia respiratória possa reduzir o período de ventilação mecânica (VM) e de internação (PI) na unidade de terapia intensiva. Esta falta de evidência pode ser decorrente da escassez de estudos nessa área. Os poucos estudos nessa área mostram resultados controversos. Nosso prévio estudo identificou significante redução do período de VM e PI usando associação de duas manobras (compressão torácica (CT) e hiperinsuflação manual (HM)). Contudo, é desconhecido o papel de cada manobra (isoladamente) nos benefícios encontrados. Esta resposta é importante não apenas em termos de contribuição para o conhecimento do papel de cada manobra, mas também importante em decorrência da otimização de recursos humanos. Desta forma, o presente projeto tem por objetivo avaliar o efeito isolado e associado das técnicas CT e HM nas seguintes variáveis: tempo de internação, tempo de VM, mortalidade, complacência estática, repercussões hemodinâmicas e relação PaO2/FiO2. O estudo será realizado na UTI do pronto socorro do HC da UNESP Botucatu. Todos os pacientes sob VM serão avaliados e selecionados por meio de critérios de inclusão e exclusão. Os pacientes elegíveis serão alocados em 3 grupos (CT, HM e CT+HM) de acordo com uma sistematização associada a uma ordem de admissão na unidade. Desta forma, o primeiro paciente elegível admitido na UTI irá receber a técnica CT, o segundo HM e o terceiro CT+HM, e assim sucessivamente. A fisioterapia respiratória será aplicada duas vezes ao dia pelo período de 5 dias. Também serão coletados dados do respirador bem como os índices de Charlon, Murray e APACHE II. O número amostral (20 pacientes em cada grupo) foi calculado segundo 30% de diferença de relevância clínica entre os grupos. Para a análise estatística, as variáveis quantitativas serão analisadas por análise de variância (paramétrica e não paramétrica) e as qualitativas pelo teste de Goodman e todas as discussões serão realizadas no nível de 5%de significância. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TONON, Elisiane. Avaliação dos efeitos de diferentes manobras de fisioterapia respitatória no desfecho de pacientes ventilados mecanicamente. 2010. 100 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Medicina. Botucatu.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.