Busca avançada
Ano de início
Entree

Os sentidos da paternidade: dos pais desconhecidos ao exame de DNA

Processo: 08/53464-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2008
Vigência (Término): 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia Urbana
Pesquisador responsável:Heloísa André Pontes
Beneficiário:Sabrina Deise Finamori
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Filiação   Paternidade

Resumo

Tema relevante e extensamente abordado pelas ciências sociais, demografia e história, a filiação e suas relações com concepções sobre família, parentesco e gênero, ganha no contexto contemporâneo novos contornos. De um lado, há uma valorização de laços estabelecidos por adoção ou escolha e, de outro, há também um reforço da importância da consangüinidade. Partindo deste quadro, esta pesquisa visa analisar a importância do reconhecimento de paternidade em duas frentes: histórica e etnográfica. A primeira, voltada para o acompanhamento da mudança ocorrida no século XX, no Brasil, nas definições jurídicas de filiação e nas técnicas biológicas de investigação de paternidade, tem por objetivo compreender as mudanças e as permanências nos conceitos de conjugalidade, filiação e no quadro valorativo-moral que informa como esses conceitos são acionados nas leis e na prática social. A segunda frente, etnográfica, contemplará o levantamento e análise de notícias veiculadas nos jornais Folha de S. Paulo e Estado de S. Paulo sobre paternidade e exame de DNA e ainda histórias de família, que serão realizadas com pessoas que ou não tiveram a paternidade reconhecida ou foram abandonadas por seus pais biológicos. Neste contexto, a pesquisa estará atenta em analisar os efeitos do exame de DNA nas relações de parentesco, o modo como as leis são acionadas e ainda a importância prática e simbólica do reconhecimento de paternidade para os filhos. Em todo o trabalho, as categorias analíticas gênero, geração, raça e classe serão fundamentais, bem como o aporte teórico-metodológico dos estudos de família e parentesco. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FINAMORI, Sabrina Deise. Os sentidos da paternidade : dos "pais desconhecidos" ao exame de DNA. 2012. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.