Busca avançada
Ano de início
Entree

Moda brasileira e mundialização da cultura

Processo: 08/54884-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2008
Vigência (Término): 31 de março de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Renato José Pinto Ortiz
Beneficiário:Miqueli Michetti
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Moda   Brasil   Globalização   Cultura (sociologia)

Resumo

A pesquisa pretende analisar a situação da moda produzida no Brasil diante dos processos de globalização econômica e de, mundialização da cultura. Para tanto, pretende-se investigar tanto as tentativas de construção de uma "moda brasileira" quanto ações e projetos que convergem para sua "globalização", atentando para o fato de que esses dois movimentos aparentemente paradoxais podem ser complementares. Destaque-se que a idéia de uma "moda brasileira" foi cunhada recentemente e tem condicionantes econômicos e culturais. Nas últimas décadas do século XX os processos de mundialização parecem suscitar a valorização das idéias de identidade e diversidade culturais. Além disso, a "abertura econômica" ocorrida no Brasil nos anos 1990 acirra a concorrência com a moda produzida em outras partes do mundo. Essa conjuntura estimula as discussões sobre a criação de uma "moda brasileira", a qual, no entanto, não pode ocorrer sem mediações. A legitimidade dessa moda que se pretende brasileira parece ser construída através de sua relação com as instâncias legitimas de consagração, possivelmente transnacionais ou globais. Assim, analisaremos como a moda produzida no Brasil se relaciona com aquela dos chamados "centros da moda mundial* e como são estabelecidas hoje as legitimidades e hierarquias idiossincráticas ao mundo da moda. Pretende-se ainda compreender o funcionamento geral do setor para então examinar como a moda produzida nacionalmente se coloca em face de um suposto "circuito mundial de tendências". Tais análises podem trazer elementos importantes para se pensar as atuais relações entre o local, o nacional e o global. Nesse sentido, enquanto mercadoria e símbolo, a moda pode ser uma instância a partir da qual a mundialização da cultura se materializa no cotidiano e, assim, podemos considerá-la como uma chave de acesso privilegiada para se entender o mundo contemporâneo. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MICHETTI, Miqueli. Moda brasileira e mundialização : mercado mundial e trocas simbólicas. 2012. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.