Busca avançada
Ano de início
Entree

Sensibilidade de populações de Colletotrichum acutatum a fungicidas e manejo da podridão floral dos citros em áreas de expansão da cultura no Estado de São Paulo

Processo: 08/54599-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2008
Vigência (Término): 31 de maio de 2010
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Lilian Amorim
Beneficiário:Geraldo José da Silva Junior
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Controle químico

Resumo

A citricultura paulista está sofrendo migração das regiões norte e central do estado, tradicionais regiões de plantio de citros, para novas áreas ao sudoeste, com o intuito de manter competitivo o agronegócio citrícola, impulsionada pelo menor valor da terra, menor custo de produção e dispensa da necessidade de irrigação. Essa mudança refletirá em modificações no manejo da cultura. O clima dessa região é favorável à ocorrência da podridão floral dos citros (PFC), causada por Colletotrichum acutatum, doença de baixo impacto nas demais regiões, mas de grande importância econômica na região sudoeste, devido à sua freqüente ocorrência. A PFC causa queda de até 100% de frutos jovens, tornando-se necessário seu controle nessa região. O controle tem sido feito com pulverizações preventivas de fungicidas no momento da florada. Como a pulverização é realizada em grandes áreas e somente na florada, acarreta um problema logístico importante, pois as aplicações são feitas ininterruptamente. O controle preventivo baseado unicamente no estádio fenológico do hospedeiro muitas vezes acarreta exagero de aplicação de fungicidas, com prejuízos ao produtor e ao ambiente. Além disso, a aplicação seqüencial de um mesmo princípio ativo no controle de patógenos pode levar à seleção de indivíduos resistentes, com conseqüente perda de eficiência do fungicida. Os objetivos deste trabalho serão: (i) detectar e caracterizar populações de C. acutatum resistentes aos fungicidas carbendazim e dífeconazole em pomares de citros no Estado de São Paulo, (ii) avaliar o efeito de diferentes intervalos de aplicação de fungicidas pulverizados a baixo volume no controle da doença e (iii) adaptar sistemas de previsão da doença desenvolvidos no exterior para as condições da região sudoeste paulista e validar sistemas de previsão em desenvolvimento no Departamento de Fitopatologia da ESALQ/USP. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SILVA-JUNIOR, G. J.; SPOSITO, M. B.; MARIN, D. R.; RIBEIRO-JUNIOR, P. J.; AMORIM, L. Spatiotemporal characterization of citrus postbloom fruit drop in Brazil and its relationship to pathogen dispersal. PLANT PATHOLOGY, v. 63, n. 3, p. 519-529, JUN 2014. Citações Web of Science: 13.
SILVA-JUNIOR, GERALDO JOSE; SPOSITO, MARCEL BELLATO; MARIN, DENIS ROGERIO; AMORIM, LILIAN. Efficacy and timing of application of fungicides for control of citrus postbloom fruit drop. CROP PROTECTION, v. 59, p. 51-56, MAY 2014. Citações Web of Science: 9.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
JUNIOR, Geraldo José da Silva. Podridão floral dos citros: dinâmicas temporal e espacial, sensibilidade de Colletotrichum acutatum a fungicidas e controle da doença. 2011. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.