Busca avançada
Ano de início
Entree

Construção de um programa de ensino de habilidades de pré-requisito de leitura e escrita para pessoas com deficiência mental

Processo: 08/54997-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2009
Vigência (Término): 31 de agosto de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia
Pesquisador responsável:Júlio César Coelho de Rose
Beneficiário:Maria Clara de Freitas
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/09928-4 - Relações emergentes entre estímulos e função simbólica: implicações para o comportamento, o conhecimento e o ensino, AP.PRNX.TEM
Assunto(s):Equivalência de estímulos   Leitura e escrita   Deficiência mental

Resumo

A Análise do Comportamento, há muito, tem se destacado na busca por modos de ensinar repertórios complexos a pessoas com deficiência mental. Neste sentido, metodologias com base em equivalência de estímulos têm sido de extrema contribuição e se mostrado altamente eficazes e econômicas, especialmente com relação a conteúdos acadêmicos e habilidades simbólicas. No Brasil, Um programa de ensino computadorizado foi recentemente adaptado para crianças com deficiência mental e obteve, também, ótimos resultados, similares aos verificados pelos estudos anteriores, com outras populações. Entretanto, para dar início ao treino em leitura, composto primariamente por tarefas de MTS arbitrário, era necessário que as crianças apresentassem uma série de pré-requisitos, como: identidade entre diversos estímulos, cópia com resposta construída e reconhecimento de figuras, habilidades que, comumente, são encontradas em falta no repertório de pessoas com níveis mais comprometidos de deficiência mental. A inclusão, nestes programas, de tarefas que ensinem de tais habilidades para que mais crianças possam se beneficiar da instrução de leitura se faz, portanto, imperativa. Assim, os objetivos deste estudo são: a. a construção de um programa de pré-requisitos para crianças com déficits na aquisição de tais habilidades, na tentativa de, em médio prazo, torná-las aptas a iniciar um treino de leitura propriamente dito; b. determinar que tipo de estratégias serão necessárias para estabelecer tal repertório. Para tanto, serão recrutadas ao menos cinco crianças com deficiência mental, que passarão, em um delineamento de linha de base múltipla entre os sujeitos, por uma avaliação abrangente de suas habilidades (a ser construída) e serão expostos a passos de ensino de cada habilidade de pré-requisito. Até o momento, um estudo piloto com uma criança foi realizado, que identificou algumas habilidades-alvo (identidade entre figuras, palavras, letras e sílabas) e concluiu que os recursos usados no ensino de leitura (MTS e CRMTS) não foram suficientes para estabelecê-las. Outras habilidades e recursos para desenvolvê-las estão sendo buscados na literatura e deverão ser empregados nos próximos procedimentos (AU)