Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da função das moléculas co-estimuladoras CD80 e CD86 em células dendriticasna capacidade de ativação de Linfócitos T

Processo: 08/51648-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2008
Vigência (Término): 31 de julho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Jose Alexandre Marzagão Barbuto
Beneficiário:Isabella Katz Migliori
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/09956-0 - Modulação funcional de células dentríticas em diferentes situações fisiopatológicas, AP.TEM
Assunto(s):Células dendríticas

Resumo

As moléculas co-estimuladoras CD80 e CD86, expressas principalmente na superfície das células apresentadoras de antígeno profissionais (APCs), possuem participação fundamental na indução de resposta e manutenção de tolerância, motivo pelo qual são consideradas alvos terapêuticos promissores. Essas moléculas promovem o segundo sinal necessário à ativação e proliferação dos linfócitos T por meio da ligação ao receptor CD28, ou inibem a resposta por essas células por meio da ligação ao receptor CTLA-4, ambos expressos na superfície dos linfócitos. Muitos são os relatos da literatura indicando diferenças entre CD80 e CD86 quanto à expressão dessas nas APCs, à afinidade aos receptores CD28 e CTLA-4, à capacidade coestimuladora de linfócitos T, ao padrão de resposta Th1/Th2 gerado e à indução de resposta por células T CD4+ e/ou CD8+. Porém, tais relatos são muitas vezes contraditórios, e o verdadeiro papel funcional dessas moléculas ainda está por ser estabelecido. Assim, o presente projeto pretende avaliar, por meio da tecnologia de RNA de interferência, a função das moléculas co-estimuladoras CD80 e CD86 em células dendríticas (DCs) humanas, derivadas de monócitos do sangue periférico. Esta função será avaliada na capacidade de ativação de linfócitos T alogenêicos e linfócitos T autólogos antígeno-específicos (CD4+ e CD8+), pela análise de citocinas produzidas nas co-culturas de DCs com linfócitos T (IL-2, IL-4, IL-5, IL-6, IL-10, IL-12, IL-17, TNF-α e IFN-γ), e avaliação do fenótipo desses linfócitos. O valor deste projeto torna-se claro não apenas por sua contribuição no melhor entendimento do papel das moléculas CD80 e CD86 na interação bidirecional entre as DCs e os linfócitos T, mas também pela possibilidade de modulação destas com vistas à imunoterapia, podendo tornar-se maneira muito efetiva de controlar e dirigir a resposta imune em diversas situações clínicas. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MIGLIORI, Isabella Katz. Uso de RNA de interferência (siRNA) para modulação da expressão das moléculas co-estimuladoras CD80 e CD86 em células dendríticas.. 2010. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.