Busca avançada
Ano de início
Entree

História natural e ecologia de duas espécies de roedores simpátricas da Oryzomyini (Cricetidae: Sigmodontinae) na Floresta Atlântica

Processo: 08/55483-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Alexandre Reis Percequillo
Beneficiário:Ricardo Siqueira Bovendorp
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):11/21152-8 - História natural e ecologia de duas espécies de roedores simpátricas da tribo Oryzomyini (Cricetidae: Sigmodontinae) na Floresta Atlântica, BE.EP.DD
Assunto(s):História natural   Roedores   Cotia (SP)   Mata Atlântica

Resumo

A Tribo Oryzomyini foi recentemente definida em seu conceito, diagnose e conteúdo taxonômico recentemente, sendo composta por 28 gêneros e aproximadamente 130 espécies, que estão amplamente distribuídos na região Neotropical, da Costa Rica até o norte da Argentina. De forma geral, a maioria dos gêneros da tribo está associada às formações florestais amazônicas, atlânticas e andinas do continente sul-americano. Os orizomíneos mais típicos, comuns e abundantes das florestas costeiras e de planalto no estado de São Paulo em paisagens contínuas e fragmentadas são Euryoryzomys russatus e Sooretamys angouya. Os gêneros Euryoryzomys e Sooretamys pertencem a linhagens filogeneticamente diferentes e possivelmente com idades evolutivas distintas na tribo. Além disso, há indicações que Euryoryzomys russatus e Sooretamys angouya são espécies que apresentam respostas distintas ao processo de fragmento, mais não existem informações suficientes disponíveis de história natural e auto-ecologia para o melhor entendimento destas respostas ao ambiente. O presente projeto visa avaliar a abundância, a dieta e utilização de recursos ao longo dos anos, reconhecer e analisar atributos reprodutivos, variação sazonal da reprodução, investigar a movimentação das espécies no ambiente e calcular a área de vida. A área de estudo escolhida, a Reserva Florestal do Morro Grande (RFMG), município de Cotia, SP, está inserida na região sul do Planalto Atlântico paulistano, apontado recentemente como uma área de Floresta Atlântica de provável importância biológica. Os resultados possibilitarão a compreensão de estratégias de vida dentro do grupo e permitirão uma análise comparada da história natural a partir de um contexto evolutivo em organismos que compartilham a mesma escala geográfica e temporal, o que é algo inédito dentro da tribo e da subfamília. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BOVENDORP, RICARDO SIQUEIRA; HEMING, NEANDER MARCEL; PERCEQUILLO, ALEXANDRE REIS. Bottom-up effect: a rodent outbreak following the bamboo blooming in a Neotropical rainforest. MAMMAL RESEARCH, v. 65, n. 3 MAY 2020. Citações Web of Science: 0.
BOVENDORP, RICARDO S.; LASKOWSKI, JESSICA A.; PERCEQUILLO, ALEXANDRE R. A first view of the unseen: nests of an endangered Atlantic Forest rat species. MAMMALIA, v. 81, n. 2, p. 203-206, MAR 2017. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BOVENDORP, Ricardo Siqueira. História natural e ecologia de duas espécies de roedores simpátricas da tribo Oryzomyini (Cricetidae: Sigmodontinae) na floresta Atlântica. 2013. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.