Busca avançada
Ano de início
Entree

Defeitos genético-moleculares e aspectos clínicos dè pacientes com síndrome da Hiper-IgM autossômica

Processo: 08/55700-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Antonio Condino Neto
Beneficiário:Stefanie Klaver Flores
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

A síndrome de Hiper IgM (HIGM) é uma imunodeficiência primaria pouco freqüente, caracterizada por infecções recorrentes e níveis plasmáticos normais ou elevados de IgM e níveis diminuídos ou ausentes de IgG, IgA e IgE . É caracterizada também por defeito no processo de recombinação somática (CSR), hipermutação somática (SHM) e na formação do centro germinativo (GC), eventos cruciais na troca de isótipo de cadeia pesada de imunoglobulinas. Clinicamente HIGM caracteriza-se pela susceptibilidade dos pacientes a infecções bacterianas recorrentes do trato respiratório e infecções por patógenos oportunistas. Sete defeitos conhecidos podem causar a síndrome de HIGM. A HIGM1 é uma desordem causada por mutações no gene que codifica a molécula ligante CD40 (CD40L, CD154 ou TNFSF5) expresso na superfície de células T ativadas, sendo a forma ligada ao cromossomo X. Dentre as formas autossômicas, a HIGM2 é causada por mutações no gene da Activation-lnduced Cytidine Deaminase, (AICDA, AID ou CDA2), sendo esta a forma autossômica mais freqüente. A HIGM3 é causada por mutações no gene CD40 (TNFRSF5), sendo imunológica e clinicamente indistinguível da HIGM 1. A HIGM4 está associada a defeitos na CSR, sem danos a SHM. A HIGM 5 origina-se de defeitos na Uracil DNA Glicosilase (UNG). Existem ainda defeitos no modulador essencial NF-κB, e no NFKBIA, que codifica IκBα, que podem levar a HIGM. Uma vez que estes defeitos genético-moleculares resultam em características clínicas similares, o estudo molecular e genético é importante para a realização do diagnóstico diferencial, estratégia terapêutica e prognostica dos casos. O objetivo deste trabalho é investigar os defeitos genético-moleculares de pacientes com HIGM autossômica, analisando suas particularidades genotípicas e fenotípicas, em um grupo de pacientes brasileiros com diagnóstico clínico de HIGM. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CABRAL-MARQUES, OTAVIO; SCHIMKE, LENA-FRIEDERIKE; SOEIRO PEREIRA, PAULO VITOR; FALCAI, ANGELA; DE OLIVEIRA, JOAO BOSCO; HACKETT, MARY J.; ERRANTE, PAOLO RUGGERO; WEBER, CRISTINA WORM; FERREIRA, JANAIRA FERNANDES; KUNTZE, GISELE; ROSARIO-FILHO, NELSON AUGUSTO; OCHS, HANS D.; TORGERSON, TROY R.; COSTA CARVALHO, BEATRIZ TAVARES; CONDINO-NETO, ANTONIO. Expanding the Clinical and Genetic Spectrum of Human CD40L Deficiency: The Occurrence of Paracoccidioidomycosis and Other Unusual Infections in Brazilian Patients. JOURNAL OF CLINICAL IMMUNOLOGY, v. 32, n. 2, p. 212-220, APR 2012. Citações Web of Science: 24.
MARQUES, OTAVIO CABRAL; ARSLANIAN, CHRISTINA; RAMOS, RODRIGO NALIO; MORATO, MARIANA; SCHIMKE, LENAFRIEDERIKE; SOEIRO, PAULO VITOR; JANCAR, SONIA; FERREIRA, JANIRA FERNANDES; WEBER, CRISTINA WORM; KUNTZE, GISELE; ROSARIO-FILHO, NELSON AUGUSTO; COSTA CARVALHO, BEATRIZ TAVARES; BERGAMI-SANTOS, PATRICIA CRUZ; HACKETT, MARY J.; OCHS, HANS D.; TORGERSON, TROY R.; MARZAGAO BARBUTO, JOSE ALEXANDRE; CONDINO-NETO, ANTONIO. Dendritic cells from X-linked hyper-IgM patients present impaired responses to Candida albicans and Paracoccidioides brasiliensis. Journal of Allergy and Clinical Immunology, v. 129, n. 3, p. 778-786, MAR 2012. Citações Web of Science: 15.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.