Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do transplante de células precursoras neurais em modelos experimentais de epilepsia

Processo: 08/56004-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Luiz Eugenio Araujo de Moraes Mello
Beneficiário:Simone Amaro Alves Romariz Bertola
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Transplantes   Epilepsia   GABA   Ansiedade

Resumo

A epilepsia tem como principal característica a manifestação de crises convulsivas espontâneas e recorrentes que se desenvolvem a partir de alterações neuronais em certas áreas do sistema nervoso central (Dichter, 1997). Disparos neuronais contínuos e de alta freqüência podem ser gerados por uma disfunção sináptica inibitóna circundante. A propagação da crise para além do foco original pode também ser causado por um desequilíbrio entre excitação e inibição. Portanto, as conseqüências da perda ou disfunção de intemeurônios GABAérgicos no desenvolvimento do quadro epiléptico são importantes. O desequilíbrio da neurotransmissão GABAérgica, além de contribuir para a epileptogênese, também tem um papel importante nos distúrbios de ansiedade que surgem como co-morbidade na epilepsia (Vazquez e Devinsky, 2003; Perini e Mendius, 1984; Altshuler et al, 1990). Descobertas recentes mostram que o transplante de células precursoras neurais, oriundas da eminência gangliônica medial (MGE), possuem uma capacidade de migração e diferenciação em interneurônios inibitórios no parênquima cortical do hospedeiro (Álvarez-Dolado et al., 2006). Portanto esse projeto tem como objetivo avaliar o efeito do transplante de precursores interneuronais nos processos epileptogênicos e comportamentos associados a ele. (AU)