Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise quantitativa de metilação do DNA e expressão de genes relevantes à Doença de Alzheimer

Processo: 08/56463-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 05 de agosto de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Marilia de Arruda Cardoso Smith
Beneficiário:Tatiane Katsue Furuya
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Doença de Alzheimer   Expressão gênica

Resumo

A Doença de Alzheimer é uma afecção neurodegenerativa, progressiva e irreversível. Estudos moleculares permitiram a identificação de alguns genes responsáveis pela doença, entre eles o gene da substância precursora da proteína β-amilóide (APP). Estudos recentes relacionaram eventos epigenéticos à regulação de genes da Doença de Alzheimer, como os genes da APP e das a, p e y secretases, que participam do processamento de β-amilóide. No presente projeto, os padrões de metilação e expressão dos genes LR11, SNAP25 e SIRT1, relacionados ao transporte e processamento de APP/amiloidogênese, transmissão sináptica e neuroproteção, serão avaliados e quantificados, além de relacionados às funções relevantes à Doença de Alzheimer. O padrão de metilação será determinado por meio de modificação do DNA por bissulfito de sódio e de Methylation Specific PCR Real-Time em aproximadamente 50 amostras de sangue de pacientes com Doença de Alzheimer, 50 de indivíduos jovens, 50 de idosos normais e em amostras de cérebro de cerca de 10 pacientes com Doença de Alzheimer e 10 idosos saudáveis. A expressão dos três genes investigados será avaliada por meio da técnica de qRT-PCR nas amostras de sangue periférico e de tecido cerebral. O projeto irá gerar novas e incrementais informações biológicas que possibilitarão melhor compreensão etio e fisiopatológica da Doença de Alzheimer, bem como, identificar marcadores genéticos que possam subsidiar o diagnóstico, prognóstico e terapia. (AU)