Busca avançada
Ano de início
Entree

Progressão da atrofia hipocampal e estruturas em pacientes com epilepsia de lobo temporal submetidos a tratamento medicamentoso ou cirúrgico

Processo: 08/56471-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 22 de novembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Fernando Cendes
Beneficiário:Ana Carolina Nunes Bovi
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:05/56578-4 - Centro multimodal de neuroimagens para estudos em epilepsia, AP.CINAPCE.TEM
Assunto(s):Cirurgia   Corpo caloso   Cerebelo   Hipocampo

Resumo

A epilepsia é definida como um grupo de doenças que têm em comum crises epilépticas, que recorrem na ausência de condição tóxico-metabólica ou febril. Os tipos de crises são os mais variados, bem como a idade de início (com início preferencialmente durante a infância) e local (mais prevalente em lobo temporal mesial). Nas epilepsias de lobo temporal mesial (ELTM) há comprometimento do hipocampo e estruturas relacionadas, geralmente alterações de volume. Há ainda ocorrência de alterações decorrentes da toxicidade por drogas anti-epilépticas. A ELT associada à Esclerose Mesial Temporal (EMT) é hoje a síndrome epiléptica mais detalhadamente estudada clínica e experimentalmente. A EMT é a principal e fundamental causa da ELTM e está presente em 60 a 70% dos pacientes que são submetidos à cirurgia para tratamento de crises refratárias à medicação. A identificação dos fatores determinantes para um melhor prognóstico para o paciente faz-se de extrema relevância para a decisão de qual o tratamento mais adequado. Contudo, ainda não está totalmente elucidado qual o melhor tipo e em quais casos se opta pelo tratamento cirúrgico ou medicamentoso. Diante deste arcabouço teórico, o objetivo deste estudo é avaliar de forma quantitativa a alteração de volume encontrada em imagens de ressonância magnética (RM) em pacientes tratados com medicamentos, cirurgicamente e os refratários ao tratamento cirúrgico. Os resultados serão comparados com um grupo controle, composto por pessoas sem quaisquer comorbidades neurológicas. As imagens para os estudos volumétricos serão obtidas em um sistema de RM de 2 Teslas. Imagens contíguas de 1 milímetro, spin-echo T1-ponderadas serão adquiridas usando uma seqüência 3D que permite reconstrução a posteriori das imagens em qualquer plano ou inclinação. Estudos volumétricos serão realizados em um computador tipo PC, utilizando um aplicativo semi-automático que permite o traçado manual dos contornos das estruturas temporais mesiais ou outras estruturas de interesse. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BOVI, Ana Carolina Nunes. Progressão da atrofia hipocampal e do corpo caloso em pacientes com epilepsia de lobo temporal submetidos a tratamento medicamentoso ou cirúrgico. 2011. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Ciências Médicas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.