Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação do status de vitaminas de pacientes portadores da síndrome do intestino curto dependentes de terapia nutricional parenteral

Processo: 08/56284-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Selma Freire de Carvalho da Cunha
Beneficiário:Iahel Manon de Lima Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Cooperação e adesão ao tratamento   Síndrome do intestino curto

Resumo

A Síndrome do Intestino Curto (SIC) ocorre quando o indivíduo dispõe de menos de 200 centímetros do delgado funcional associado à perda acentuada de capacidade de absorção. Alguns pacientes necessitam de ciclos de nutrição parenteral hospitalar, além de suplementação vitamínica domiciliar. O objetivo do estudo é comparar os níveis séricos das vitaminas A, B12, C, E e ácido fólico e nível urinário da niacina, avaliar a capacidade de absorção via oral e a adesão ao tratamento medicamentoso em pacientes com SIC acompanhados no Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP. O estudo, de caráter analítico e prospectivo, e será conduzido com todos os portadores de SIC (10 pacientes), com idade acima de 18 anos, que permaneçam hospitalizados para a realização de ciclos de terapia nutricional parenteral e que façam uso de suplementação vitamínica domiciliar. Na alta hospitalar, o paciente será convidado a participar do estudo, e em caso positivo, será realizada a primeira amostragem para determinação do status vitamínico e preenchimento do protocolo de avaliação geral e clinica. Na readmissão hospitalar, será realizada a segunda amostragem para determinação do status vitamínico, avaliação da adesão ao tratamento medicamentoso domiciliar pelo teste de Morisky, avaliação da ingestão alimentar e avaliação sócio-econômica. O estudo pretende fornecer subsídios para propor mudanças no sentido de melhorar a adesão ao tratamento vitamínico, assim como modificar formas de apresentação, fracionamento ou dose do suplemento vitamínico para pacientes com SIC. (AU)