Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise metabolômica de animais portadores de Melanoma B16F10 por espectroscopia de ressonância magnética nuclear (RMN)

Processo: 08/56114-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 31 de julho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:Durvanei Augusto Maria
Beneficiário:Thiago Antonio Fedele
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Metaboloma   Espectroscopia de ressonância magnética nuclear   Metabolômica   Ressonância magnética nuclear

Resumo

O melanoma é a mais agressiva das neoplasias cutâneas. A Organização Mundial de Saúde estima que anualmente ocorram cerca de 132 mil casos novos desse câncer no mundo. Os melanomas são curáveis e têm bom prognóstico quando detectados em estádios iniciais. O metaboloma é definido como a coleção qualitativa e quantitativa de todos os metabólitos de baixa massa molecular presentes nas células e que participam de reações bioquímicas necessárias para a manutenção, crescimento e fisiologia celular. A avaliação metabolômica trata-se do delineamento do processo bioquímico de sistemas a fim de ampliar as bases do entendimento de como as patologias se manifestam. A espectroscopia de Ressonância Magnética Nuclear (RMN) é usada para investigar uma variedade de processos biológicos em diversos sistemas. A espectroscopia por RMN pode ter um importante impacto ao nível da monitorização de pacientes, possibilitando a detecção mais precoce de tumores do tipo melanoma, fator essencial para melhorar o prognóstico de pacientes portadores de melanoma metastático. Este projeto pretende contribuir para a elucidação da bioquímica e do metaboloma inerente a diferentes fases de crescimento do melanoma murino e para o desenvolvimento de ferramentas úteis tanto ao seu diagnóstico como à concepção de planos de tratamento bem sucedidos e proporcionar subsídios para as correlações entre a metabolômica, a genômica e a proteômica. (AU)