Busca avançada
Ano de início
Entree

Comunidade de poliquetas na plataforma continental ao largo de Santos, SP: composição, distribuição e estrutura trófica

Processo: 08/55712-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Ana Maria Setubal Pires-Vanin
Beneficiário:Maurício Shimabukuro
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

Os Polychaeta das áreas de plataforma representam o táxon dominante tanto em termos de riqueza como também em abundância e contribuem significativamente para a biodiversidade desses ecossistemas, podendo ser considerados como eficientes desertores das comunidades bentônicas. O conceito de grupo funcional permite um agrupamento das espécies como "unidade ecológica", sendo sensível a múltiplos fatores incluindo distúrbios ambientais, disponibilidade de alimentos e efeitos antropogênicos. O objetivo principal deste projeto é estudar a distribuição espaço-temporal e a estrutura trófica dos Polychaeta da plataforma ao largo de Santos, e investigar se há um padrão latitudinal e/ou batimétrico nessa distribuição correlacionando-a com as variáveis ambientais e a disponibilidade de alimento. A Baía de Santos recebe contaminantes orgânicos e inorgânicos de toda Baixada Santista, região do litoral paulista altamente urbanizada e que compreende várias indústrias formando o Complexo de Cubatão. Para verificar a influência de uma possível contaminação 21 estações de coleta foram realizadas entre São Sebastião e Peruíbe em duas campanhas, a primeira de 26/08, a 04/09 de 2005 (inverno) e a segunda de 13/02 a 22/02 de 2006 (verão). A região central possui estações mais adensadas ao redor da desembocadura da Baía de Santos, que poderão apresentar uma comunidade de poliquetas diferenciada em relação às as estações do norte e as do sul em conseqüência da proximidade dessa desembocadura na plataforma adjacente. Em cada estação o sedimento foi coletado com o auxilio de um Box Corer de 0,1 m2 e capacidade de 40 litros, em duplicata para as amostras da macrofauna. Amostras de sedimento também foram coletadas para análise granulométrica e a estimativa das porcentagens de carbonato, matéria orgânica sedimentar, densidade total da meiofauna e biomassa bacteriana. As medidas das variáveis físico-químicas foram realizadas utilizando-se CTD. O presente estudo está inserido no âmbito do projeto temático institucional denominado "A influência do Complexo estuarino da Baixada Santista sobre o ecossistema da Plataforma adjacente" ECOSAN, financiado pelo CNPq/FAPESP (Processo: 2003/099321). (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SHIMABUKURO, Maurício. Comunidades de Polychaeta (Annelida) da plataforma continental ao largo de Santos, SP: Composição, distribuição e estrutura trófica. 2011. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto Oceanográfico São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.