Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência sazonal no crescimento, zonação, abundância e riqueza de espécies de actiniarios no entremarés rochoso de Ubatuba, SP e fatores que influenciam seu deslocamento

Processo: 08/56131-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Fernando Jose Zara
Beneficiário:Andrea Angeli
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus Experimental do Litoral Paulista. São Vicente , SP, Brasil
Assunto(s):Anêmonas-do-mar   Tamanho corporal   Variação (biologia)   Crescimento animal

Resumo

Os actiniários (anêmonas) são organismos muito comuns a costões rochosos, mas cuja ecologia não tem sido estudada, diferentemente de outros grupos zoológicos. Logo, uma série de questões básicas, porém relevantes, ainda permanecem desconhecidas. Assim, o objetivo do presente estudo é (1) realizar uma avaliação metodológica para determinação da medida mais adequada para estimar o tamanho das anêmonas em campo, (2) obter dados sobre a variação mensal na riqueza, abundância e zonação das espécies, (3) analisar o crescimento dos indivíduos das populações dominantes e (4) descrever seus padrões de deslocamento, investigando fatores que podem o influenciar. As atividades de campo serão realizadas no costão da praia do Flamengo, Ubatuba, SP. Para o objetivo 1 serão tomadas variadas medidas in situ e ex de 50 indivíduos. O parâmetro morfométrico que apresentar menor variação entre campo e laboratório será considerado o mais adequado para estimativas de tamanho. A área a ser selecionada para a investigação sobre zonação, crescimento, riqueza de espécies e abundância será dividida em estratos paralelos à linha d'água. As anêmonas encontradas em cada estrato serão contadas, identificadas e medidas. Na medição será tomado o parâmetro morfométrico mais adequado determinado pelo método acima mencionado. O acompanhamento da estrutura de tamanho da população permitirá inferir se os aumentos na abundância devem-se a picos no recrutamento ou a eventos de imigração. A amostragem através de estratos e a obtenção do perfil topográfico da área permitirão determinar os padrões de zonação. As distribuições mensais de freqüência das classes de tamanho permitirão determinar o crescimento dos indivíduos pela análise de progressão modal e ajuste da curva de Von Bertalanffy. O deslocamento será verificado e quantificado em campo, utilizando mapeamento fotográfico. Ainda em relação ao deslocamento, será testada experimentalmente a influência de organismos em contato físico e da maré, temperatura e salinidade sobre tal comportamento. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ANGELI, ANDREA; ZARA, FERNANDO J.; TURRA, ALEXANDER; GORMAN, DANIEL. Towards a standard measure of sea anemone size: assessing the accuracy and precision of morphological measures for cantilever-like animals. MARINE ECOLOGY-AN EVOLUTIONARY PERSPECTIVE, v. 37, n. 5, p. 1019-1026, OCT 2016. Citações Web of Science: 3.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ANGELI, Andrea. Ecologia de actiniários no entremarés rochoso : mensuração do tamanho, estrutura da comunidade e avaliação do deslocamento. 2011. 101 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro). Rio Claro.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.