Busca avançada
Ano de início
Entree

Modificadores genéticos, no parasita e no hospedeiro, dos efeitos do agente androcida Spiroplasma poulsonii em Drosophila melanogaster e suas implicações na prevalência do elemento egoísta.

Processo: 10/06790-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Louis Bernard Klaczko
Beneficiário:Iuri Matteuzzo Ventura
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Variação genética   Evolução molecular   Drosophila

Resumo

Elementos genéticos egoístas são partículas herdáveis que aumentam sua freqüência nas populações através da manipulação do padrão de herança de seus hospedeiros e, muitas vezes, causam desvios na sua proporção sexual. Em Drosophila melanogaster, a bactéria egoísta Spiroplasma poulsonii é transmitida das fêmeas para sua prole e causa a morte precoce dos machos, o que leva ao aparecimento de proles com excesso de fêmeas. Estudos anteriores já sugeriram que alguns parâmetros, como a taxa de transmissão da bactéria, o nível de expressão do fenótipo androcida e efeitos indiretos causados pela infecção das fêmeas podem influenciar a distribuição e persistência do elemento nas populações. Além disso, modelos teóricos prevêem que o conflito genético entre parasita e hospedeiro deve levar à seleção de genes de resistência na espécie hospedeira. Trabalhando no tema, nosso grupo de pesquisa realizou estimativas da prevalência de Spiroplasma em populações de D. melanogaster e encontrou diferenças marcantes entre localidades brasileiras. Neste projeto, pretendemos investigar a influência do background genético de populações de D. melanogaster nos efeitos induzidos por diferentes linhagens de Spiroplasma e tentar compreender se, e como, fatores genéticos do parasita ou do hospedeiro podem explicar as diferenças na persistência do elemento egoísta entre localidades brasileiras. Esses resultados poderão estender nossa compreensão sobre a dinâmica de Spiroplasma nas populações de D. melanogaster no Brasil e alhures.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
VENTURA, Iuri Matteuzzo. Prevalência e efeito androcida do endossimbionte Spiroplasma em populações de Drosophila melanogaster. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.