Busca avançada
Ano de início
Entree

Padrões bio-comportamentais de reatividade a dor e auto-regulação em neonatos pré-termo

Processo: 08/56889-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Maria Beatriz Martins Linhares
Beneficiário:Beatriz Oliveira Valeri Pereira da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Psicologia da criança   Dor   Recém-nascido   Nascimento prematuro

Resumo

O presente estudo tem por objetivo geral avaliar os padrões bio-comportamentais de reatividade à dor e de auto-regulação em neonatos pré-termo, observados em procedimento doloroso do contexto de terapia intensiva na fase neonatal. Os objetivos específicos são: a) caracterizar padrões individuais dos bebês quanto à reatividade comportamental e fisiológica em procedimento de coleta de sangue e sua recuperação, de acordo com o sexo do bebê, nível de maturidade e estado clínico de saúde neonatal; b) examinar o efeito preditivo de variáveis neonatais e da história prévia de dor nos padrões de reatividade e de recuperação. A amostra será composta por 70 bebês nascidos pré-termo, que devem estar internados em UTI-Neonatal. Os bebês serão observados durante um procedimento prescrito de coleta de sangue. Nesta observação serão estabelecidas as seguintes cinco fases: Linha de Base, Antisepsia, Punção, Recuperação-Curativo e Recuperação-Repouso. Será realizada a filmagem da atividade facial do bebê. Um monitor cardíaco fará o registro contínuo da atividade cardíaca. O estado de vigília-sono e a freqüência cardíaca serão registrados à beira da incubadora. A história clínica neonatal dos bebês será analisada com base nos registros dos prontuários do paciente no hospital. As vídeos-gravações da atividade facial dos bebês serão posteriormente codificadas pelo Neonatal Facial Coding System, por um observador "cego" em relação às características do bebê e fases do procedimento de observação. Em seguida, os registros das observações serão sincronizados para análise multidimensional e a micro-análise dos dados. Os padrões de reatividade e regulação bio-comportamental dos bebês serão analisados utilizando-se os parâmetros de atividade facial, estado de vigília e sono e freqüência cardíaca em termos das seguintes medidas: escores, latência, magnitude e duração das respostas. Para atender ao primeiro objetivo serão definidas e caracterizadas as categorias dos padrões de reatividade-regulação bio-comportamental, a partir da combinação dos diferentes parâmetros e medidas analisados. Para atenderão segundo objetivo, será realizada a análise, de repressão linear hierárquica. O nível de significância adotado no estudo será de 5%. (AU)