Busca avançada
Ano de início
Entree

Formação de coalizões e apoio partidário no presidencialismo brasileiro

Processo: 08/55959-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Comportamento Político
Pesquisador responsável:Maria Do Socorro Sousa Braga
Beneficiário:Bruno Vicente Lippe Pasquarelli
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Cooperação   Governabilidade   Presidencialismo   Coalizão

Resumo

Este projeto tem como objetivo principal analisar as votações nominais nos Congressos brasileiro e chileno nos governos de Luis Inácio Lula da Silva, no Brasil, e Michelle Bachelet, no Chile, visando estabelecer se houve ou não a formação de coalizões, verificando, assim, a disciplina partidária e a cooperação em relação ao Poder Executivo. Em seguida, visto que existem diagnósticos distintos sobre a engenharia institucional do presidencialismo, a pesquisa tem, como objetivo secundário, a continuação da comparação entre os governos FHC e Lula desenvolvida durante a iniciação científica, checando, assim, qual diagnóstico está mais adequado, delimitando os efeitos da cooperação ou da indisciplina partidária na sustentação da governabilidade e investigando quais variáveis podem explicar as diferenças nos padrões descritos nos dois governos. Com isso, o trabalho visa contribuir para o debate recente da Ciência Política a respeito da formação de coalizões e da disciplina partidária em arranjos institucionais no presidencialismo de países democráticos da América do Sul que têm como características básicas o sistema de representação proporcional de lista aberta e a presença de um executivo forte e de um sistema partidário fragmentado. (AU)