Busca avançada
Ano de início
Entree

As transformações territoriais no entorno da rodovia BR-163 Cuiabá-Santarém

Processo: 08/56916-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Regional
Pesquisador responsável:Marcos Aurelio Saquet
Beneficiário:Adriana Figueiredo Lima
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Economia   Rodovias   Território

Resumo

Na presente proposta de pesquisa pretendemos abordar um tema que vem sendo bastante discutido na atualidade: a importância das dinâmicas territoriais a partir do uso do território em um complexo rodoviário, a BR-163 e seu entorno, entre Cuiabá e Santarém. Esta rodovia encontra-se em uma faixa de transição dos biomas cerrado e floresta amazônica, compreendendo os estados de Mato Grosso e Pará. E, por isso, tem despertado o interesse de inúmeros empresários rurais diretamente vinculados à prática agropecuária em grande escala e à extração de madeira. A área serve como corredor de exportação da monocultura de grãos e das madeiras, atividades muito expressivas no território em questão. Esses processos (produção, extração e circulação) têm provocado inúmeros conflitos de interesse relativos à apropriação indevida das terras do entorno da rodovia por parte, principalmente, dos grandes produtores de soja. Assim, nosso recorte temporal parte de 1995 até 2007 e, o espacial, envolve todos os municípios cortados pela referida rodovia nos estados de Mato Grosso e Pará. Nosso objetivo central é caracterizar as principais mudanças ocorridas no território em estudo e no referido período, destacando a produção mercantil de soja, a atividade pecuarista, a extração da madeira e a circulação de mercadorias. Para tanto, faremos pesquisa bibliográfica (incluso os Planos de Governo); coleta de dados secundários (IBGE, DER e INCRA) e primários (por meio de entrevistas e análises empíricas no inverno e no verão); análise de reportagens em jornais, revistas e meio eletrônico; coleta de fotografias que mostram a processualidade histórica e a representação das informações geográficas coletadas. Esperamos como resultados: a) identificação e mapeamento das áreas de produção de soja, da atividade pecuarista e da extração de madeira no entorno da rodovia BR-163 Cuiabá-Santarém; b) identificação e explicação dos principais fatores e mudanças (áreas de cultivo, extração, entrepostos, usinas hidrelétricas, restaurantes, postos de gasolina, hotéis...) ocorridas na área em virtude da produção e circulação da soja, da atividade pecuarista e da extração de madeira. (AU)