Busca avançada
Ano de início
Entree

Funcionalização de nanotubos peptídicos e óxido de titânio com nanopartículas de ouro no desenvolvimento de dispositivos bioeletrônicos

Processo: 08/55710-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 31 de outubro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Pesquisador responsável:Wendel Andrade Alves
Beneficiário:Wellington Alves
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Técnicas biossensoriais   Materiais nanoestruturados

Resumo

O presente projeto de pesquisa tem como objetivo estudar a funcionalização das paredes ou interior dos nanotubos peptídicos derivados da (L-Phe---L-Phe) e (L-Cis---L-Phe---L-Phe) com nanopartículas de ouro e como isso influencia na estrutura eletrônica e nas propriedades de transporte destes sistemas, além de compará-los com os nanotubos de TiO2 também funcionalizados com compostos peptídeos e nanopartículas. A utilização de nanotubos de TiO2 deve-se principalmente a diferente condutividade entre os dois materiais e assim comparações das características eletrônicas serão feitas entre eles. Outra vantagem é que o dióxido de titânio não é tóxico e também pode ser utilizado para a preparação de dispositivos biocompatíveis. A imobilização de enzimas sobre a superfície destes materiais nanoestruturados serão também estudadas, visando aplicação como ânodo numa biocelula a combustível, para eletrooxidação da glicose e alcoóis. Todavia, a estratégia a ser utilizada no desenvolvimento do projeto visa aumentar a velocidade de transferência eletrônica entre os sítios ativos e o eletrodo, minimização da lixiviação e maior estabilidade das enzimas em relação aos efeitos da variação do pH, da força iônica, do solvente. (AU)