Busca avançada
Ano de início
Entree

Especializações glandulares, musculares e dentárias dos dipsadíneos "go-eaters" (serpentes:dipsadinae) associadas a ingestão de suas pré SAS

Processo: 08/57102-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Hussam El Dine Zaher
Beneficiário:Leonardo de Oliveira
Instituição-sede: Museu de Zoologia (MZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:02/13602-4 - Evolução da fauna de répteis no sudeste brasileiro do Cretáceo superior ao recente: paleontologia, filogenia e biogeografia, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Dipsadinae   Serpentes

Resumo

A origem e evolução da função venenosa nas serpentes tem sido objeto de inúmeras discussões nos últimos anos. De um modo geral os estudos restringem-se às glândulas de veneno ou de Duvernoy, assim como as demais estruturas do aparato de inoculação de veneno (músculo compressor glandular e dentição maxilar diferenciada). Pouca atenção tem sido dispensada as demais glândulas orais e no papel biológico de suas secreções. Os dipsadíneos "goo-eaters" apresentam as glândulas de Duvernoy reduzidas ou ausentes ao passo que mostram ampla variação morfológica nas glândulas de Harder e hipertrofia das glândulas infralabiais, além de associação desta última com a musculatura adjacente. Tais características têm sido relacionadas ao tipo de alimentação dessas serpentes, que se alimentam de presas invertebradas (principalmente moluscos e anelídeos) e sugerem um novo aparato de inoculação de veneno relacionado às glândulas infralabiais. Este projeto pretende descrever a anatomia do complexo músculo-glandular de serpentes representativas dos nove gêneros de dipsadíneos "goo-eaters". Serão utilizados exemplares preservados em coleções científicas e animais vivos provenientes de coleta em campo e recebidos no Instituto Butantã. A anatomia das glândulas e musculatura associada será descrita a partir de dissecção de exemplares fixados, enquanto que a histologia e histoquímica das glândulas serão estudadas por meio de cortes histológicos de cabeças inteiras ou partes delas após a completa descalcificação dos ossos. A osteologia do complexo maxilo-mandibular e palatino será estudada através de microscopia eletrônica de varredura. Pretende-se ainda utilizar serpentes dipsadíneas não "goo-eaters" como grupos externos para a comparação e entendimento da morfologia dessas estruturas. Hipóteses filogenéticas disponíveis serão utilizadas para verificar a evolução desses caracteres no grupo. Os dados serão analisados comparativamente sob o ponto de vista da alimentação de cada espécie. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE OLIVEIRA, LEONARDO; GUERRA-FUENTES, RICARDO ARTURO; ZAHER, HUSSAM. Embryological evidence of a new type of seromucous labial gland in neotropical snail-eating snakes of the genus Sibynornorphus. ZOOLOGISCHER ANZEIGER, v. 266, p. 89-94, 2017. Citações Web of Science: 1.
ZAHER, HUSSAM; DE OLIVEIRA, LEONARDO; GRAZZIOTIN, FELIPE G.; CAMPAGNER, MICHELLE; JARED, CARLOS; ANTONIAZZI, MARTA M.; PRUDENTE, ANA L. Consuming viscous prey: a novel protein-secreting delivery system in neotropical snail-eating snakes. BMC Evolutionary Biology, v. 14, MAR 25 2014. Citações Web of Science: 12.
DE OLIVEIRA, LEONARDO; DA COSTA PRUDENTE, ANA LUCIA; ZAHER, HUSSAM. Unusual Labial Glands in Snakes of the Genus Geophis Wagler, 1830 ( Serpentes: Dipsadinae). Journal of Morphology, v. 275, n. 1, p. 87-99, JAN 2014. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.