Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da adição de gordura protegida na dieta de novilhas Nelore no estabelecimento da puberdade e no período pós-parto

Processo: 08/57492-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Guilherme de Paula Nogueira
Beneficiário:Rafael Silva Cipriano
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):11/21889-0 - PGF2alfa: mais que um agente luteolítico?, BE.EP.DR
Assunto(s):Gado Nelore   Gorduras   Hormônio luteinizante   Leptina   Puberdade

Resumo

A antecipação da idade ao primeiro parto e a obtenção de menores intervalos de partos são pontos fundamentais na produtividade da pecuária de corte. O objetivo do trabalho será, verificar se a administração de gordura protegida após a desmama interfere na idade a primeira ovulação em novilhas Nelore. Verificar também se há alteração no intervalo entre partos e na taxa de prenhes em novilhas Nelore primíparas tratadas com gordura protegida no terço final da gestação. Serão utilizadas 30 novilhas Nelore com 7 meses de idade e serão divididas aleatoriamente em 3 grupos com 10 animais cada e tratados com e sem adição de gordura protegida (Megalac-E®) na alimentação: Grupo 1 (G1) controle sem adição de gordura na ração, (G2) com adição de gordura (300 g/novilha/dia) e (G3) com excesso de gordura (600 g/novilha/dia) por um período de 7 meses ou até a ovulação. Confirmada a gestação dos animais após o experimento 1, esta será interrompida e todos serão submetidos a protocolos de IATF, e inseminados com sêmem sexado para fêmeas de um mesmo touro. Para avaliação dos efeitos da gordura na ciclicidade do pós-parto, as novilhas serão divididas em 2 grupos aleatórios (n=15): grupo controle sem adição de gordura na ração e G 2 com adição de gordura (300 g /novilha /dia), tratadas nos 60 dias finais da gestação. O exame ovariano com ultra-som e as coletas de sangue serão conduzidas a cada 4 dias dos 9º ao 16º mês de idade e diariamente por 17 dias durante o 9º, 11º , 13º,, 15º mês. O procedimento de avaliação folicular e as coletas de amostra sangue serão realizados a cada 24hs no período pós-parto da segunda semana até a ovulação e inseminação ao final do cio, para acompanhamento da atividade ovariana dos animais (primíparas) neste período. Os animais serão pesados, e avaliados no que diz respeito ao ECC. Uma amostra de sangue também será colhida a cada 15 minutos por 6 horas nos 10º, 12º, 14º e 16º meses de idade. Será realizada a dosagem de LH e FSH bovino, Leptina e IGF-1. Para a análise estatística dos dados foliculares e dos dados hormonais utilizaremos o teste de análise de variâncias para medidas repetidas (PROC GLM) como pós-teste o teste de Tukey. Os resultados serão apresentados como média + SEM considerando o nível de significância de 5% (P<0,05). (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CIPRIANO, Rafael Silva. Influência da adição de gordura protegida na dieta de novilhas Nelore (Bos taurus indicus) no estabelecimento da puberdade e da ciclicidade pós-parto. 2013. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.