Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos envolvidos na ativação e expressão de genes pró-inflamatórios, desencadeados por metaloproteases de venenos

Processo: 08/58680-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Patricia Bianca Clissa
Beneficiário:Daiana Silva Lopes
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Expressão gênica   Metaloproteases   Venenos de serpentes   Antivenenos

Resumo

A jararagina é uma metaloproteinase/disintegrina hemorrágica isolada do veneno de Bothrops jararaca que possui afinidade por integrinas de membrana celular, podendo se ligar via seu domínio disintegrina, causando ativação celular e induzindo algumas vias peculiares de sinalização intracelular. Algumas evidências da participação da jararagina em processos envolvendo a sinalização de vias relacionadas com eventos inflamatórios, como migração celular e liberação de citosinas, tem sido demonstrada por nosso grupo. Durante o desenvolvimento do projeto de mestrado foi avaliada e quantificada a expressão de 9 genes envolvidos com a resposta inflamatória, sobre células endoteliais estimuladas com a jararagina. Os nossos resultados demonstraram que ocorre um significante aumento na expressão de importantes moléculas de adesão, metaloproteinases de matriz e quimiocinas, as quais participam diretamente do processo inflamatório. A continuação deste estudo, agora no doutorado (direto), no sentido de avaliarmos a capacidade destes genes transcritos serem traduzidos em proteína e consequentemente liberados ou expressos na superfície da célula se faz necessária para o esclarecimento dos processos envolvidos. Além disto, neste projeto, pretendemos avançar no estudo dos domínios das SVMPs que estão envolvidos na ativação da resposta inflamatória, avaliando a participação de uma disintegrina (jararagina-C) e uma metaloproteinase da classe P1 (BnP1) nestes efeitos. Uma vez estabelecidos os principais mediadores envolvidos, experimentos in vivo nos permitirão esclarecer a importância destes mediadores na lesão local e na restauração da integridade do tecido afetado por metaloproteinases de venenos. Desta forma nós pretendemos ter um panorama das principais moléculas envolvidas no desenvolvimento da lesão local e no processo de regeneração tecidual na tentativa de propor vias alternativas ao tratamento com soro antibotrópico, para conter os danos teciduais que ocorrem após o envenenamento ofídico. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LOPES, DAIANA S.; FAQUIM-MAURO, ELIANA; MAGALHAES, GERALDO S.; LIMA, IARA C.; BALDO, CRISTIANI; FOX, JAY W.; MOURA-DA-SILVA, ANA MARIA; CLISSA, PATRICIA B. Gene expression of inflammatory mediators induced by jararhagin on endothelial cells. Toxicon, v. 60, n. 6, p. 1072-1084, NOV 2012. Citações Web of Science: 11.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.