Busca avançada
Ano de início
Entree

Capacidade de oxi-reducao de plantas jovens de tibouchina pulchra (cham.) cogn.: resposta indicadora de mudancas na qualidade do ar no entorno de um reginaria de petroleo na regiao de cubatao, sp

Processo: 08/58682-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Marisa Domingos
Beneficiário:Marisia Pannia Esposito
Instituição-sede: Instituto de Botânica. Secretaria do Meio Ambiente (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Tibouchina pulchra   Poluentes industriais

Resumo

Entre as décadas de 1950 e 1970, a cidade de Cubatão sofreu um desenvolvimento industrial rápido e incontrolável, que resultou em sérios problemas de poluição para a cidade. O impacto dos poluentes na região da Serra do Mar foi intensamente estudado na década de 1990, por grupos de pesquisa do Instituto de Botânica (São Paulo) e Universidades de Essen e Kassel (Alemanha), por meio do biomonitoramento com diferentes espécies vegetais. Os estudos para verificar a fito toxidade dos poluentes aéreos na área de Cubatão foram realizados com espécies indicadoras padronizadas e com espécies nativas, como a Tibouchina pulchra (manacá-da-serra), sendo esta considerada uma espécie tolerante ao estresse imposto por poluentes atmosféricos na região e capaz de indicar mudanças ambientais. A Refinaria Presidente Bemardes (RPBC), pertencente à Petrobrás, iniciou suas atividades na região de Cubatão em 1950 e emite atualmente quantidades ainda significativas de monóxido de carbono, hidrocarbonetos, óxidos de nitrogênio, óxidos de enxofre e material particulado através de um sistema antigo de produção de energia e vapor por queima de óleo combustível em caldeiras. Através da implementação de uma termoelétrica movida a gás natural para tal finalidade, prevista para 2010, é esperada uma diminuição de riscos impostos por poluentes e um ganho de qualidade ambiental, que, em tese, poderá ser dimensionado por meio do biomonitoramento ativo com indivíduos jovens de T. pulchra. O biomonitoramento aqui proposto será realizado antes e após o início da operação do novo sistema de co-geração de energia e vapor e periodicamente serão analisados indicadores de capacidade de oxi-redução e de danos oxidativos nessas plantas, já que os poluentes emitidos por refinarias de petróleo geralmente causam estresse oxidativo às mesmas. Concomitantemente, serão realizados experimentos em câmaras de topo aberto, a serem instaladas naquela região, onde plantas serão mantidas em câmaras com ar ambiente e outras em câmaras com ar ambiente filtrado. Pretende-se, desse modo, avaliar precisamente riscos biológicos associados à contaminação do ar, com base na capacidade de oxi-redução dessa espécie bioindicadora, antes e após a instalação da termoelétrica. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ESPOSITO, MARISIA PANNIA; VAZ PEDROSO, ANDREA NUNES; DOMINGOS, MARISA. Assessing redox potential of a native tree from the Brazilian Atlantic Rainforest: a successful evaluation of oxidative stress associated to a new power generation source of an oil refinery. Science of The Total Environment, v. 550, p. 861-870, APR 15 2016. Citações Web of Science: 8.
ESPOSITO, MARISIA PANNIA; DOMINGOS, MARISA. Establishing the redox potential of Tibouchina pulchra (Cham.) Cogn., a native tree species from the Atlantic Rain Forest, in the vicinity of an oil refinery in SE Brazil. Environmental Science and Pollution Research, v. 21, n. 8, p. 5484-5495, APR 2014. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.