Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dò estado epidemiológico da população dè anta brasileira (Tapirus terrestris) N‚O Parque Estadual Morro do Diabo, Pontal do Parapanema, São Paulo

Processo: 08/56666-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Fernando Ferreira
Beneficiário:Joares Adenilson May Júnior
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Encefalomielite equina   Epidemiologia   Leptospirose

Resumo

Desde Outubro de 1996 antas são capturadas e manipuladas no Parque Estadual Morro do Diabo. Os métodos de captura utilizados durante todo o decorrer do projeto foram trincheiras (pitfalls), armadilhas de caixa, e tiros à distância com dardos anestésicos. Todas as antas capturadas são submetidas à contenção química e a administração dos agentes foi feita com um rifle ou uma pistola anestésica pressurizada por C02 e dardos especiais para injeção intramuscular. Os procedimentos realizados durante a manipulação são a instalação de rádio-colar (até 2006), biometria, sexagem, estimativa de idade, colheita de amostras de material biológico para estudos de genética e epidemiologia, e cuidadosa avaliação das condições gerais do animal (composição e condições da arcada dentária, presença de cicatrizes, estado reprodutivo etc.). Em geral, o processo de manipulação leva cerca de 40 a 50 minutos. A avaliação epidemiológica das amostras biológicas vem sendo coletadas desde o inicio do projeto de captura de antas na região do Pontal do Paranapanema. As amostras já coletadas, analisadas e armazenadas pelo projeto ao longo dos anos, farão parte das análises desta proposta de mestrado, por serem informações relevantes para a espécie. Amostras de sangue para estudos epidemiológicos (40 ml) são coletadas das veias cefálicas ou safenas com o auxilio de um vacuntainer. Vários tubos com e sem anticoagulante (EDTA) são preenchidos, sendo parte deles utilizada para a análise de doenças infecto-contagiosas e outra parte para hematologia e bioquímica. As análises Incluem hemograma completo (hematócritos, hemoglobina, contagem de hemácias, volume corpuscular médio, hemoglobina corpuscular média, e concentração de hemoglobina corpuscular média), contagem do diferencial leucocitário, e análise dos perfis bioquímico e mineral (percentagens de cálcio iônico, fósforo, magnésio, potássio e sódio, além das enzimas creatinina e uréia). As doenças testadas são: Língua Azul, Doença de Aujeszky, Parvovirose Suína, Leucose Bovina, Rinotraqueíte Infecciosa Bovina, Estomatite Vesicular, Anemia Infecciosa Eqüina, Encefalomielite Eqüina, Brucelose, Leptospirose e Febre Aftosa. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
JÚNIOR, Joares Adenilson May. Avaliação de parâmetros fisiológicos e epidemiológicos da população de anta-brasileira (Tapirus terrestris, Linnaeus, 1758) na Mata Atlântica do Parque Estadual Morro do Diabo, Pontal do Paranapanema, São Paulo. 2011. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.