Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistemas nanoestruturados para administracao nasal de zidovudina

Processo: 09/50655-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2010
Vigência (Término): 31 de julho de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Maria Palmira Daflon Gremião
Beneficiário:Flávia Chiva Carvalho
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Reologia   Mucoadesão   Sistemas de liberação de medicamentos   Espalhamento de raios X a baixos ângulos   Zidovudina

Resumo

Nosso grupo de pesquisa tem verificado que sistemas compostos pelo tensoativo álcool cetílico estoxilado 20 OE e propoxilao 5 OP (AC205) são capazes de formar micro emulsões com baixas concentrações de água, e o contato destes sistemas com muco artificial resulta na formação de mesofases líquido cristalinas com maior estruturação. Estas propriedades foram exploradas no desenvolvimento e caracterização de sistemas nanoestruturados para administração nasal da zidovudina (AZT). O AZT possui baixa biodisponibilidade, pois sofre metabolismo pré-sistêmico, e a via nasal é conhecida por promover a absorção direta de fármacos para circulação sangüínea. Porém a via nasal apresenta mecanismos de depuração mucociliar podem remover rapidamente a formulação da cavidade nasal, e para prolongar o tempo de permanência das formulações nesta via, é proposto o desenvolvimento de sistemas mucoadesivos. A mudança para uma mesofase com propriedades viscoelásticas de um sistema fortemente estruturado pode contribuir para a formação de uma matriz que pode permanecer por mais tempo na cavidade nasal, evitando a rápida depuração mucociliar. Tendo em vista a potencial capacidade mucoadesiva destes sistemas, eles serão otimizados através da incorporação de substâncias mais biocompatíveis, como a fosfatidilcolina, ou que possam contribuir para maior estabilização e empenho das formulações, como co-tensoativos. A mucoadesão será avaliada por reologia e pela medida da força de mucoadesão. Serão realizados estudos de liberação ex vivo utilizando mucosa anima, adaptada em célula de difusão tipo Franz, e também serão realizados os estudos de liberação in vivo través da administração nasal dos sistemas escolhidos em ratos. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CARVALHO, Flávia Chiva. Sistemas nanoestruturados mucoadesivos para administração nasal de zidovudina. 2012. 163 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciencias Farmaceuticas. Araraquara.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.