Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito residual de metais pesados tóxicos oriundos de fertilizantes: qualidade dos produtos agrícolas

Processo: 09/13356-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Cassio Hamilton Abreu Junior
Beneficiário:Luiz Henrique Marcandalli
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Zinco   Nutrição mineral de plantas   Extração sequencial   Micronutrientes   Fósforo   Chumbo   Cádmio

Resumo

Devido à presença de contaminantes (metais pesados tóxicos) nos fertilizantes, seja pelo material de origem das rochas fosfatadas ou pelo uso de subprodutos que contém altos teores de metais pesados, tem provocado muita polêmica e discussões. O conhecimento das frações dos elementos no solo pode indicar na disponibilidade dos mesmos para as plantas e, por fim, subsidiar as práticas de adubação de forma mais segura. O presente projeto tem como objetivo: (1) avaliar a produção de massa seca e determinar os teores de P, (Cu, Fe, Mn, Ni, Zn) e metais pesados tóxicos (Cr, Cd, Pb) na parte comestível da alface (folhas) e do rabanete (raízes), em resposta a fertilização com fontes de fósforo e de zinco aplicadas em cultivo anterior (efeito residual); (2) avaliar o estado nutricional da alface e do rabanete em relação aos nutrientes P e Zn sob efeito da fertilização com fontes de fósforo e de zinco aplicadas em cultivo anterior (efeito residual); (3) determinar os teores residuais disponíveis de P (resina), micronutrientes (Cu, Fe, Mn, Ni, Zn) e metais pesados tóxicos (Cr, Cd, Pb) extraídos por Mehlich-1, DTPA, CaCl2 0,01 mol L-1 e solução de ácidos orgânicos, em dois solos fertilizados com fontes de fósforo e de zinco após cultivo de alface e de rabanete. Serão desenvolvidos os cultivos residuais com as culturas da alface e rabanete em casa de vegetação, utilizando dois solos contrastantes quanto ao teor de argila. Os tratamentos foram aplicados por ocasião do cultivo do arroz de terras altas e, assim, serão realizadas apenas adubações de base e cobertura. Os tratamentos são assim constituídos: três fontes de Zn (subproduto, fertilizante comercial obtido da acidulação do subproduto e uma mistura de reagentes pró-análise) e três fontes de P (rocha fosfática de Togo, superfosfato simples obtido pela acidulação da rocha de Togo e uma mistura de reagentes pró-análise) em doses equivalentes a 0; 2,5; 5; 10 e 20 vezes a dose recomendada (em média, 4 kg de Zn e 90 kg de P2O5 por ha). Para avaliar o efeito dos tratamentos será medida a produção de massa seca da alface e também realizadas análises de solos, folhas diagnóstico, raízes e parte aérea.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MARCANDALLI, Luiz Henrique. Efeito residual de elementos potencialmente tóxicos oriundos de fertilizantes: qualidade dos produtos agrícolas. 2012. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Centro de Energia Nuclear na Agricultura Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.