Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da via inibitória do sinal insulínico em ratos adultos com doença periodontal

Processo: 09/13026-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Doris Hissako Matsushita
Beneficiário:Natalia Helena Colombo
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Diabetes mellitus   Doenças periodontais   Insulina

Resumo

Nos dias atuais, há certo consenso dentro da área odontológica no que diz respeito ao fato de que infecções crônicas nos dentes e em seus periodontos têm grande potencial de progredir para lesões insidiosas, eventualmente fatais. Este posicionamento também é válido para a doença periodontal (DP), que tem sido apontada por diversos estudos como fator de risco para o desenvolvimento de várias doenças, como por exemplo, diabetes mellitus (DM). A DP é apontada como a sexta complicação do diabetes. Pacientes diabéticos com DP apresentam difícil resposta imunológica, desenvolvimento de DP de maneira mais exacerbada e aumento da quantidade de citocinas inflamatórias. Este aumento de citocinas ocasiona uma maior liberação de osteoclastos, favorecendo a reabsorção óssea bem como um aumento da colagenase, o que favorece maior destruição das fibras do ligamento periodontal. Entre as citocinas, destacam-se o TNF-alfa e IL-6, que também são conhecidos por seu papel na indução da resistência à insulina. Estudos têm demonstrado que existe uma correlação entre DM e DP, sendo que pessoas com DM apresentam uma maior prevalência e severidade da doença periodontal, quando comparadas com pessoas saudáveis. Ademais, verifica-se também que entre pessoas com DP, há uma maior incidência de diabetes. Sabendo-se que citocinas inflamatórias, como TNF-alfa e IL-6, podem ocasionar alteração no sinal insulínico, tornou-se fundamental averiguar se um processo inflamatório local, como a DP "per si", é capaz de causar resistência à insulina em indivíduos não diabéticos. Para se investigar esta proposição, serão avaliados: 1) grau de fosforilação em serina da pp185 (IRS1/IRS2) em tecido adiposo branco periepididimal (TAB), muscular esquelético gastrocnemius (G) e fígado (F); 2) conteúdos de IR, de IRS-1 e de IRS-2; 3) concentração do colesterol e triglicérides no plasma sanguíneo. Para tanto, serão utilizados ratos Wistar (2 meses de idade). Os ratos serão divididas em dois grupos: 1) ratos com doença periodontal (DP), no qual esta doença será induzida por meio da ligadura com fio de seda ao redor do 1º molar inferior; 2) ratos submetidos apenas a um afastamento dental (SHAM). Após 28 dias da colocação da ligadura realizar-se-ão os experimentos.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
COLOMBO, Natalia Helena. Avaliação do sinal insulínico em ratos adultos com doença periodontal. 2012. 107 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Odontologia (Campus de Araçatuba).

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.