Busca avançada
Ano de início
Entree

Eficácia do tratamento com riboflavina sob a ação da luz ultravioleta na inativaccao de Babesia SP em sangue bovino conservado para transfusão

Processo: 09/51737-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Raimundo Souza Lopes
Beneficiário:Rafael de Oliveira Reis
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Bovinos   Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa quantitativa (qRT-PCR)   Babesia

Resumo

Com o objetivo de verificar as possíveis alterações hematológicas e bioquímicas que ocorrem no sangue bovino obtido de animais hígidos ou parasitados por Babesia bigemina, quando conservado em bolsas plásticas contendo ACD-F e a eficácia do tratamento com Riboflavina e radiação ultravioleta na inativação de Babesia sp. Primeira etapa: O grupo 1 será formado por bolsas plásticas contendo sangue proveniente de bovinos saudáveis e o grupo 2 será formado por bolsas plásticas contendo sangue proveniente de bovinos parasitados com Babesia sp. Em ambos os grupos haverá a determinação das alterações hematológicas que ocorrem nesse sangue durante um período de 21 dias de conservação. Segunda etapa: Em um primeiro momento será feita pesquisa de hemoparasitas em esfregaço sangüíneo corado, imunofluorescência indireta (IFI) e Reação de Cadeia Polimerase quantitativa (qPCR). Após o período de conservação, o sangue bovino parasitado será submetido a tratamento com Riboflavina e radiação ultravioleta, em seguida, o sangue será novamente submetido a avaliação por IFI, esfregaço sangüíneo e qPCR para verificar a inativação dos hemoparasitas, esse sangue será inoculado em animais esplenectomizados para verificar se permanece ou não com capacidade de transmitir a hemoparasitose. Para verificar a presença do hemoparasita na circulação sangüínea dos bovinos esplenectomizados, serão realizados qPCR nos dias 7, 14 e 21 pós-inoculação. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
REIS, Rafael de Oliveira. Efeitos da riboflavina associada à luz ultravioleta na inativação de Babesia bigemina em sangue bovino mantido sob refrigeração e avaliação de parâmetros hematológicos e bioquímicos. 2011. 91 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina Veterinaria e Zootecnia. Botucatu.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.