Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de um gene afetando a competência para formação de órgão em tomateiro (Solanum lycopersicum l. cv Micro-Tom)

Processo: 09/13297-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Pesquisador responsável:Lázaro Eustaquio Pereira Peres
Beneficiário:Mariana da Silva Azevedo
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Lycopersicon esculentum   Solanum lycopersicum   Organogênese

Resumo

As espécies vegetais possuem diferenças na sua capacidade de formar novos órgãos, que muitas vezes podem ser controladas por poucos genes. No caso do tomateiro, a espécie Solanum peruvianum L. possui capacidade de regeneração maior que Solanum lycopersicum L., a qual foi considerada como sendo controlada por dois genes cujos alelos dominantes de S. peruvianum foram denominados Rg1 e Rg2. Contudo, a presença de apenas um desses alelos, Rg1, é suficiente para conferir competência para regeneração de gemas caulinares a partir de explantes radiculares.O processo de organogênese in vitro (formação de caules ou raízes) pode ser dividido em etapas, sendo as 3 principais a aquisição de competência, a indução e a determinação. Esta divisão permite postular que, na maioria dos casos, a não obtenção da regeneração de plantas in vitro seria atribuída à falha do explante em adquirir a competência necessária para a indução do processo. Estudos preliminares em nosso laboratório determinaram que o gene RG1 atua na fase de aquisição de competência de forma positiva. Como poucos estudos estão relacionados à aquisição de competência, sendo encontrados apenas dois mutantes em Arabidopsis, ire e srd, os quais aumentam e dimuem a competência respectivamente, o gene RG1 torna-se muito importante para o entendimento deste processo. A compreensão dos fatores envolvidos nesta fase do processo de regeneração in vitro pode tornar menos empírico o desenvolvimento de protocolos de regeneração para várias espécies/cultivares de importânca agronômica. No presente projeto, pretende-se fazer o mapeamento fino do gene RG1 através de marcadores morfológicos e moleculares. Desse modo, baseando-se no projeto genoma de tomateiro, iremos investigar os genes seqüenciados na mesma região cromossômica, como sendo possíveis candidatos a RG1, o que possibilitará sua futura clonagem e utilizacão em diversos processos biotecnológicos.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
AZEVEDO, Mariana da Silva. Mapeamento e expressão gênica associada à fase de aquisição de competência organogênica em tomateiro (Solanum lycopersicum L. cv Micro-Tom). 2012. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Centro de Energia Nuclear na Agricultura Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.