Busca avançada
Ano de início
Entree

Evolução e integração morfológica do crânio dos roedores da Subfamília Sigmodontinae Wagner, 1843 (Rodentia, Cricetidae)

Processo: 09/51825-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Quantitativa
Pesquisador responsável:Gabriel Henrique Marroig Zambonato
Beneficiário:Bárbara Maria de Andrade Costa
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Mamíferos

Resumo

A integração morfológica se refere às relações e conexões entre elementos morfológicos. Ela é reconhecida pela detecção da existência de grupos discretos com caracteres altamente correlacionados, chamados atualmente de módulos. Estudar a modular idade, ou a integração morfológica dos organismos, é fundamental para compreender a evolução de características complexas, como o crânio dos mamíferos. Análises de integração morfológica para os primatas do Novo Mundo indicaram que a evolução foi principalmente direcionada pela seleção natural, relacionada ao tamanho e que o percurso, a quantidade e o ritmo das mudanças morfológicas foram influenciados pelas linhas de menor resistência evolutiva (LLER). Entre os roedores, estudos de modular idade integração morfológicas são geralmente em um contexto filogenético restrito (populações ou espécies) e realizado em sua maior parte a partir das mandíbulas. Nesse sentido, este projeto visa investigar a integração morfológica modular idade dos crânios dos roedores da subfamília Sigmodontinae, endêmica e a mais diversa da região neotropical. A hipótese de que a evolução dos caracteres do crânio é adaptativa, relacionada ao tamanho e influenciada pela linha de menor resistência evolutiva, assim como para primatas do Novo Mundo, será testada. Portanto, o projeto tem como objetivos específicos: 1) comparar as matrizes de variância covariância (V/CV) e de correlação fenotípicas (P), entre os crânios de roedores pertencentes à Subfamília Sigmodontinae; 2) avaliar os padrões e magnitude da integração morfológica/modular idade e relacionar com a liberdade evolutiva no grupo de estudo; 3) associar os padrões de modular idade encontrada à filogenia existente na literatura e também oriunda da colaboração com o Dr. Scott Steppan, co-orientador, da proponente deste projeto e professor associado da Florida State University. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
COSTA, Bárbara Maria de Andrade. Evolução e integração morfológica do crânio dos roedores da subfamília Sigmodontinae Wagner, 1843 (Rodentia, Cricetidae). 2013. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.