Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da heparanase sobre a regressão prostática pós-castração: efeito da inibição por RNA de interferência e do imprint estrogênico

Processo: 06/07056-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Hernandes Faustino de Carvalho
Beneficiário:Taize Machado Augusto
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Próstata   Heparitina sulfato   Heparanase

Resumo

Há um grande interesse sobre os mecanismos de degradação da matriz extracelular e na sua contribuição para o crescimento e o avanço do carcinoma prostático, procurando desvendar o efeito de proteases e seus inibidores. Enquanto os proteoglicanos são importantes componentes da MEC, incluindo as membranas basais, seu papel no crescimento e avanço dos tumores é baseado em dados correlativos. Um componente importante da membrana basal é o proteoglicano de heparam sulfato. Quando a membrana basal é degradada, moléculas da matriz extracelular são solubilizadas, podendo participar de interações adicionais promovendo a movimentação e crescimento celular. A degradação ocorre por múltiplas classes de enzimas, que funcionam coordenadamente. A heparanase, uma endoglicuronidase de mamífero, degrada cadeias de heparam sulfato (HS), sendo sua atividade fortemente implicada na disseminação celular associada com metástase, vascularização e inflamação. Em estudo anterior, mostramos que há uma queda no conteúdo absoluto de HS na próstata ventral em resposta à castração e que este decréscimo está associado a uma maior expressão da heparanase. Além disto, numerosos estudos claramente sugerem que o estrógeno é um fator relevante para o desenvolvimento tumoral, pelo menos para o câncer de mama, em grande parte associado ao fato de que o estrógeno estimula a atividade transcripcional do promotor da heparanase. Em experimento prévio, notamos que o imprint estrogênico causado pela aplicação de alta dose estrogênica no período peri-natal diminui a expressão do gene da heparanase. Neste trabalho caracterizaremos a remodelação tecidual causada pela castração, acompanhando a atividade da heparanase na próstata ventral de ratos, procurando inibir sua atividade para avaliar sua importância no processo. Além disto, será investigado o mecanismo de inibição da expressão da heparanase em ratos machos estrogenizados. Para isto utilizaremos técnicas bioquímicas, de RT-PCR, Western blotting, imunocitoquímica e hibridação in situ, e de silenciamento por RNAi.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.