Busca avançada
Ano de início
Entree

VEGF-C e densidade de vasos linfáticos em carcinoma espinocelular de boca: associação com as metástases linfonodais ocultas e com o prognóstico dos pacientes

Processo: 07/04907-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2007
Vigência (Término): 30 de novembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Denise Tostes Oliveira
Beneficiário:Simone Eloiza Sita Faustino
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Patologia bucal   Neoplasias primárias desconhecidas   Neoplasias bucais   Carcinoma de células escamosas   Fator C de crescimento do endotélio vascular   Vasos linfáticos

Resumo

A disseminação do carcinoma espinocelular (CEC) de cabeça e pescoço para os linfonodos cervicais ocorre, preferencialmente, por meio dos vasos linfáticos. Além disso, já está bem estabelecido que o comprometimento cervical (pN+), comprovado por exame histopatológico, constitui o fator de prognóstico mais importante para os pacientes com este tipo de neoplasia. Estudos recentes relatam que o fator de crescimento endotelial vascular do tipo C (VEGF-C) tem se mostrado capaz de induzir a linfangiogênese e a dilatação dos vasos linfáticos em carcinomas de diferentes sítios anatômicos. Entretanto, o estudo do VEGF-C associado à densidade de vasos linfáticos em carcinomas espinocelulares (CECs) de boca tem sido pouco investigado. O objetivo deste trabalho consiste em: (1) determinar a densidade dos vasos linfáticos peri e intratumorais imunomarcados pelo anticorpo anti-podoplanin; (2) correlacionar a densidade dos vasos linfáticos com a expressão de VEGF-C, previamente realizada e descrita na dissertação de mestrado de Faustino, S.E.S (2007); (3) verificar se existe associação entre a densidade de vasos linfáticos com a ocorrência de metástases ocultas em linfonodos cervicais e com o prognóstico dos pacientes com CEC de boca. A população de estudo será constituída por 87 pacientes, previamente estudados na dissertação de mestrado de Faustino, S.E.S. (2007), portadores de CECs localizados em língua ou assoalho bucal e submetidos a tratamento no Departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço e Otorrinolaringologia, do Centro de Tratamento e Pesquisa do Hospital do Câncer A. C. Camargo, São Paulo – SP, Brasil, no período de 1968 a 2001. As informações clínicas referentes aos pacientes incluindo gênero, idade, raça, tabagismo e etilismo, estadiamento clínico TNM/UICC, envolvimento linfonodal, tratamento, recidiva local e cervical, metástase à distância e segundo tumor primário, foram obtidas no banco de dados do referido hospital. Cortes microscópicos obtidos a partir das peças cirúrgicas do tumor primário serão corados pela imuno-histoquímica com o anticorpo monoclonal podoplanin (específico para vasos linfáticos), utilizando-se a técnica padrão da estreptavidina-biotina-peroxidase. A avaliação da densidade dos vasos linfáticos imunomarcados pelo anticorpo anti-podoplanin será realizada por meio de um sistema computadorizado de captura de imagens na região peri e intratumoral. As associações da densidade dos vasos linfáticos com: (1) a expressão imuno-histoquímica do anticorpo anti-VEGF-C, (2) as variáveis demográficas, clínicas e microscópicas, (3) a graduação histopatológica de malignidade tumoral e (4) a ocorrência de metástase regional oculta serão avaliadas pelo teste qui-quadrado ou o teste exato de Fisher. As análises das sobrevidas global, livre de doença e específica por câncer serão realizadas pelo estimador produto-limite de Kaplan-Meier e a comparação entre as curvas de sobrevida será feita pelo teste log-rank. Todas as análises estatísticas seguirão um nível de significância de 5%. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ALMEIDA, AROLDO DOS SANTOS; OLIVEIRA, DENISE TOSTES; PEREIRA, MICHELE CONCEICAO; SITA FAUSTINO, SIMONE ELOIZA; NONOGAKI, SUELY; CARVALHO, ANDRE LOPES; KOWALSKI, LUIZ PAULO. Podoplanin and VEGF-C Immunoexpression in Oral Squamous Cell Carcinomas: Prognostic Significance. ANTICANCER RESEARCH, v. 33, n. 9, p. 3969-3976, SEP 2013. Citações Web of Science: 10.
CAETANO, ADRIANA DOS SANTOS; TJIOE, KELLEN CRISTINE; SITA FAUSTINO, SIMONE ELOIZA; COSTA HANEMANN, JOAO ADOLFO; FERNANDES BELONE, ANDREA DE FARIA; SOARES, CLEVERSON TEIXEIRA; OLIVEIRA, DENISE TOSTES. Immunolocalization of podoplanin in benign odontogenic tumours with and without ectomesenchyme. ARCHIVES OF ORAL BIOLOGY, v. 58, n. 4, p. 408-415, APR 2013. Citações Web of Science: 11.
OLIVEIRA, D. T.; BIASSI, T. P.; FAUSTINO, S. E. S.; CARVALHO, A. L.; LANDMAN, G.; KOWALSKI, L. P. Eosinophils may predict occult lymph node metastasis in early oral cancer. CLINICAL ORAL INVESTIGATIONS, v. 16, n. 6, p. 1523-1528, DEC 2012. Citações Web of Science: 10.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FAUSTINO, Simone Eloiza Sita. VEGF-C e densidade de vasos linfáticos em carcinoma espinocelular de boca: associação com as metástases linfonodais ocultas e com o prognóstico dos pacientes. 2010. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Bauru Bauru.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.