Busca avançada
Ano de início
Entree

Simulação de colunas de destilação convencional, extrativa e azeotrópica no processo de produção de bioetanol através da modelagem de não equilíbrio e da modelagem de estágios de equilíbrio com eficiência

Processo: 07/06160-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Rubens Maciel Filho
Beneficiário:Tassia Lopes Junqueira
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Química (FEQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Etanol   Eficiência   Destilação

Resumo

No Brasil, devido aos avanços tecnológicos na produção de bioetanol, existe um grande potencial para a diminuição do consumo de energia nas usinas de açúcar e álcool, bem como para o aumento da produção de etanol. Desta forma, a produção do álcool a partir da cana-de-açúcar e do bagaço, que requer hidrólise para obtenção dos açúcares fermentescíveis, torna-se essencial.Neste contexto, procura-se, em curto prazo, estabelecer uma tecnologia atualizada e eficiente para a produção de etanol introduzindo inovações ao processo convencional tanto para a etapa de fermentação quanto de separação e melhoramento na representação de modelos para o projeto do processo. Sendo assim, novas configurações para o processo de separação da mistura proveniente da hidrólise ácida serão estudadas através do simulador comercial Aspen® e melhor representação do modelo de destilação será desenvolvida. Visando um estudo dentro de um cenário mais realista, uma modelagem de estágios de não equilíbrio será descrita para as colunas de destilação envolvidas, de forma a eliminar fatores de correção empíricos, como as eficiências utilizadas no modelo de estágios de equilíbrio. Além disso, correlações existentes para a determinação de eficiência em colunas de destilação convencional e extrativa serão utilizadas. Estas correlações serão avaliadas para a destilação azeotrópica e para sistemas diluídos e, se necessário, nova correlação de eficiência será desenvolvida. Isto possibilitará confrontar ambos os tipos de modelagem e tentar obter vantagens em termos de tempo computacional com a modelagem de equilíbrio envolvendo eficiências de estágios e de componentes, útil para controle em tempo real.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.