Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização molecular de dengue tipo 3 isolados no Brasil e no Paraguai

Processo: 07/06887-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Victor Hugo Aquino Quintana
Beneficiário:Helda Liz Alfonso Castro
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:05/52364-0 - Construção de clone infeccioso do dengue tipo 3: ferramenta para estudo da patogenia viral, AP.JP
Assunto(s):Epidemiologia molecular   Filogenia   Virologia

Resumo

O vírus da dengue (DENV), pertencente ao gênero Flavivirus da família Flaviviridae, é a arbovirose de maior impacto em saúde pública na atualidade. A infecção com DENV pode ser assintomática ou causar doença febril (DF) que pode evoluir para uma forma mais grave, e algumas vezes fatais, caracterizada por derrame capilar, trombocitopenia, e algumas vezes choque hipovolémico denominada febre hemorrágica da dengue (DHF/DSS). Existem quatro DENV imunologicamente distintos: DENV 1-4. Estudos epidemiológicos têm identificado a re-infecção com um segundo sorotipo e a presença de anticorpos pré-existentes contra DENV como fatores de risco para desenvolvimento de DHF/DSS. Também, tem sido observado que distintos genótipos dentro de um mesmo sorotipo apresentam diferentes graus de virulência. Estudo recente tem sugerido que o aumento de casos de DHF/DSS teria relação com o aparecimento de uma variante do genótipo III de DENV-3, a mesma que está circulando no Brasil. Este vírus teria sido introduzido ao Brasil por mais de uma região do país e não apenas pelo Rio de Janeiro como proposto originalmente por vários estudos. Posteriormente, o vírus se disseminou no Paraguai, sendo introduzido também por diferentes sítios do país. Estudos de nosso grupo sugerem que após sua introdução nas Américas, a recombinação gênica poderia ter influenciando o processo evolutivo sofrido pelo DENV-3. Portanto, o objetivo deste trabalho, para melhor compressão dos processos de migração e evolução gênica do vírus, é o seqüenciamento completo do genoma de cepas brasileiras e paraguaias e análises filogenéticas das mesmas.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CASTRO, Helda Liz Alfonso. Caracterização molecular de Dengue tipo 3 isolados no Brasil e no Paraguai. 2010. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.